Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Jogadores de CS:GO são banidos após manipulação de resultado

Jogadores de CS:GO são banidos após manipulação de resultado

Seis jogadores profisionais e um empresário da América do Norte foram banidos do cenário competitivo de Counter-Strike Global Offensive. Eles estão proibidos de disputar os principais campeonatos do mundo, pois são acusados de participação em um esquema de apostas e manipulação de resultados.

De acordo com reportagem do portal DailyDot, os jogadores do antigo iBUYPOWER perderam de propósito uma partida da CEVO Professional Season 5 para se beneficiarem com dinheiro de um site de apostas. O valor recebido com a manipulação teria sido de US$ 10 mil. O jogo em questão aconteceu em agosto do ano passado. O iBUYPOWER era franco favorito contra o NetcodeGuides.com, mas perdeu a partida por 16 a 4. 

Uma imagem divulgada pela ex-namorada de Derek "dboorn" Boorn mostra que o jogador admitiu, em uma conversa por texto, a combinação do resultado. "Eles intencionalmente perderam a partida da semana passada", escreveu o cyber-atleta na mensagem.

dboorn-hltvdboorn confirmou o esquema em conversas com a ex-namorada (Foto: HLTV.org)

Além dos membros do iBUYPOWER, outro jogador participou do esquema. Duc "cud" Pham foi o responsável por fazer as apostas. Ele criou várias contas falsas para apostar na vitória do NetcodeGuides, um resultado considerado improvável. 

O coproprietário do NetcodeGuides, Casey Foster, também estava envolvido no esquema e foi banido pela Valve. Em conversa com o DailyDot, o jogador profissional Shahzeb “ShahZam” Khan, que na época defendia o NetcodeGuides, admitiu que apostou no iBUYPOWER, mas pouco tempo depois foi incentivado por Foster a mudar de opção.

Ao descobrir o esquema, ShahZam disse que recebeu a orientação de não falar publicamente sobre o assunto. “Ele [Casey Foster] disse que este seria um grande golpe para o CS competitivo da América do Norte e que poderia fazer com que o iBUYPOWER perdesse seu patrocinador, pedindo-me para não dizer nada”, revelou o jogador, que não foi banido pela Valve.

Diante das denúncias veiculadas na imprensa internacional, a Valve fez sua própria investigação e confirmou as suspeitas. Por isso, baniu os sete envolvidos e aconselhou que os eventos que realizam competições de CS:GO façam o mesmo. ESEA, Electronic Sports League (ESL), FACEIT e CEVO já se pronunciaram e também suspenderam os jogadores e o executivo.

"Jogadores profissionais, managers e membros da organização não podem, sob nenhum circunstância, apostar em partidas de CS:GO, se associar a apostadores ou entregar informações a outras pessoas que possam influenciar as apostas", afirmou a Valve em comunicado.

Desculpas

Após o anúncio da suspensão, o jogador Braxton “swag” Pierce confirmou ter participado do esquema e pediu desculpas aos fãs por meio do Facebook. "Em primeiro lugar eu quero pedir desculpas a todos os fãs e patrocinadores que eu desapontei. Eu estava ciente do que estava acontecendo e permiti que acontecesse sem dizer nada. Roubar as pessoas é errado, e eu tive [a pena] que eu merecia", desculpou-se o jogador. "Espero que um dia a Valve possa ter misericórdia de mim e me deixar competir novamente", completou.

Os envolvidos no esquema são:

Derek “dboorn” Boorn
Sam “Dazed” Marine
Braxton “swag” Pierce
Keven “AZK” Larivière
Joshua “Steel” Nissan
Casey Foster
Duc “cud” Pham


Veja também:


Tags: valve, Counter-Strike Global Offensive, ibuypower, dboorn, cub, netcodeguides