Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Evolução do cenário brasileiro de LoL surpreende jogadores antigos

Evolução do cenário brasileiro de LoL surpreende jogadores antigos

O Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) de 2015, disputado presencialmente em estúdio, é um marco para o e-sport nacional, mas representa uma realização ainda mais impactante para quem viveu o início do cenário competitivo no Brasil.

Jogadores do Dexterity, uma equipe nova que conta com cyber-atletas experientes, o Mid Laner Gabriel "prZo" Hirota e o Support Roberto "Anjinho" Buzzoleti começaram o jogar quando o servidor brasileiro ainda nem existia e disputaram o primeiro campeonato offline organizado pela Riot Games Brasil

O torneio de exibição aconteceu em agosto de 2012 e marcou o lançamento do servidor dedicado aos brasileiros. Na ocasião, prZo e Anjinho defenderam o CNB no confronto contra o Vince Te Ipsum, vencido pelos Blumers.

torneio-abertura-servidor-brasileiro-lol-baixakijogos
Confronto entre CNB e vTi marcou abertura do servidor brasileiro em 2012 (Foto: Baixaki Jogos)

Depois desse duelo, os dois seguiram caminhos diferentes no cenário nacional. PrZo se afastou das competições para focar nos estudos e voltou à ativa pouco tempo antes de ser convidado a defender o Dexterity. "Fiquei um ano e meio fora do competitivo. Nesse tempo fiquei sete meses sem jogar LoL para me dedicar à faculdade, agora voltei a jogar e estou aqui no CBLoL, que é uma coisa totalmente diferente do que eu conheço", disse o Mid Laner ao MyCNB.

Para prZo, a principal mudança desde 2012 está na mentalidade dos competidores. "Os times ficaram mais profissionais. Antigamente, como o cenário não era tão estruturado como é hoje, as pessoas meio que levavam na brincadeira. E agora não, é profissão mesmo. O pessoal tem uma cabeça para treinar, sabe que tem que treinar, se esforça e dá o sangue para ganhar", destacou.

przo-dexterity-cblol-2015
prZo vivenciou os primeiros torneios no Brasil e agora está de volta ao cenário competitivo

Já Anjinho permaneceu em atividade ao longo desses anos - em equipes menores - e participou de outras competições nacionais, inclusive a Final Regional Brasileira do ano passado, atuando pelo LegendsBR.

O rápido crescimento do cenário em um curto período surpreendeu o Support. "Se a gente comparar hoje com a primeira vez que joguei quando a Riot veio para o Brasil, a diferença é absurda. É como se você estivesse na padaria da esquina e de repente estivesse em um restaurante chique", brincou o cyber-atleta ao comparar os dois momentos do cenário nacional.

Campanha no CBLoL

O Dexterity perdeu as duas partidas que disputou até o momento no CBLoL 2015. Para piorar ainda mais a situação, a equipe teve que fazer uma substituição no top, pois Rafael "SoulSilver" Lanna deixou a line após desentendimentos com o AD Carry André "Rellik" Guerra. Mateus "7ico" Garcezin entrou como substituto.

Apesar das derrotas e da recente alteração na line-up, prZo e Anjinho mantêm a confiança. "Tivemos alguns problemas com a line e com a gaming house, que teve que ser montada muito rápido, então nos primeiros jogos já esperávamos que não fosse ser tão efetivo assim. Mas tem o ano inteiro por aí, mais cinco partidas para jogar e nós pretendemos ganhar todas", afirmou o Support.


Veja também:


Tags: League of legends, cblol, dexterity, przo, anjinho