Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Kori foi ameaçado por manager do MYM ao comunicar saída

Kori foi ameaçado por manager do MYM ao comunicar saída

O Mid Laner Marcin “Kori” Wolski recebeu ameaças por telefone do manager do Meet Your Makers, Sebastian “Falli” Rotterdam, após ter deixado a equipe de League of Legends da organização pouco antes do início da LCS Europe Spring 2015.

O cyber-atleta havia saído da line-up, mas o real motivo que o levou a tomar a decisão de abandonar os companheiros às vésperas de um campeonato tão importante só veio à tona nesta semana, em reportagem do portal DailyDot.

Ele estava há quatro meses sem salário no SUPA HOT CREW e tinha medo de que o problema se repetisse no MYM, visto que praticamente toda a staff do SHC entrou para o Meet Your Makers, que contratou o time no fim da temporada passada. O jogador também não se sentia mais confortável na gaming house da organização.

Por isso, o Mid Laner preferiu sair e ligou para o manager da equipe para comunicar a decisão. Irritado com o pedido, Falli passou a intimidar o jogador. Toda a conversa foi gravada (clique aqui para ouvir o áudio, em inglês).

kori-meet-your-makers-riot-games
Kori foi ameaçado por manager do MYM após comunicar saída da equipe (Foto: Riot Games)

Durante a ligação, Falli disse que a substituição de Kori causaria prejuízo de US$ 50 mil por partida e que isso poderia custar potenciais patrocinadores ao MYM, além de resultar na demissão da equipe. Em tom ameaçador, Falli afirmou que faria de tudo para que a mãe dele, que assinou o contrato, perdesse a casa onde vive.

Diante das intimdiações, Kori entrou em contato com gerente de operações da Riot Games, Nick Allen, por e-mail (ao qual o DailyDot teve acesso), dizendo que estava com medo da direção da organização. A resposta veio de imediato. Allen prometeu que a Riot iria investigar o ocorrido e disse que, sob nenhuma circunstância, a empresa queria que ele ficasse onde não se sentisse seguro.

Contatado pelo DailyDot, o manager admitiu as ameaças e pediu desculpas públicas a Kori. "Admito que cometi um grave erro ao falar aquilo ao Kori. A situação foi louca, um jogador deixando o time faltando um dia para o início da LCS. Eu estava estressado com a situação, mas concordo que não deveria ter dito tudo aquilo. Vou oferecer a minha saída ao MYM, que não estava ciente com tudo que fiz. Eu queria proteger o restante da equipe de toda essa situação. Eu gostaria de pedir desculpas ao Kori e à mãe dele".

Após as duas primeiras semanas da LCS, em que o MYM atuou com o reserva, o dinamarquês Marius “Blizer300” Haesumgaard, Kori decidiu voltar à equipe. Mostrando-se arrependido, o Mid Laner esclareceu que havia saído porque não estava se sentindo bem com o atmosfera da equipe.

Já a organização emitiu uma nota avisando que o jogador seria multado por sua ação e que já voltaria a atuar pelo MYM na 3ª rodada da LCS, contra Elements e Team ROCCAT.

No período em que ficou afastado do MYM, o Mid Laner abriu negociações com o Team Roar. Ele chegou a ir para Vancouver, no Canadá, onde fica a sede da organização, mas a conversa esfriou após a direção do MYM entrar em contato com a Riot e alegar que Kori estava violando o contrato em vigência.

Inelegível para defeder o Roar no circuito desafiante norte-americano e qualquer outra equipe até o término do contrato, em janeiro de 2016, o Mid Laner resolveu retornar ao continente europeu. Após conversar com o CEO do MYM, Khalid Naim, no final do mês passado, Kori acertou sua volta à formação titular da equipe.


Veja também:


Tags: League of legends, Meet Your Makers, kori