Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Em duelo parelho contra Dex, CNB garante permanência no CBLoL

Em duelo parelho contra Dex, CNB garante permanência no CBLoL

Foi dramático. Em um confronto com partidas tecnicamente ruins, mas cheias de emoção, o CNB e-Sports Club superou o Dexterity, de virada, por 2 a 1 e ficou com a 5ª colocação do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2015. Com isso, a equipe se garantiu no 2º Split da competição e deixou a série de Promoção para o Dex.

Depois do resultado expressivo do paiN Gaming sobre o Dexterity nas Quartas de Final, no sábado (21), esperava-se que o CNB tivesse um caminho fácil. Mas não teve. O time comandado por Roberto "Anjinho" Buzzoleti venceu a primeira partida da série e ameaçou desbancar os Blumers, que souberam reverter as desvantagens para conquistar a vitória.

Clique aqui para ver a cobertura completa do Campeonato Brasileiro de League of Legends de 2015

cnb-cblol-2015-decisao-5o-lugar-divulgacao-cnb
CNB pôde sorrir aliviado após vitória que garantiu equipe no CBLoL (Foto: Divulgação/CNB)

Primeira partida

O CNB começou melhor o primeiro jogo, pressionando a bot lane adversária. Muito alvejado, o AD Carry André "Rellik" Guerra, de Kog'Maw, logo teve que voltar para a base, o que abriu espaço para Franklin "Aoshi" Coutinho e companhia fazerem o primeiro dragão, aos 7 minutos.

Porém, no minuto seguinte, o Dex matou o AD Carry Rodrigo "Kalec" Rodrigues, de Lucian, com um gank coordenado do Solo Top Rafael "SoulSilver" Lanna, de Shen, e do Jungler Alexandre "Piolho" von Flach, de Vi, na bot lane. O ataque se repetiu exatamente da mesma maneira aos 11 minutos. Foi assim, abusando dos ultimates e da extrema proteção do Shen, que o Dex construiu vantagem. 

O CNB tentava, a todo custo, conquistar os objetivos e iniciava as lutas em busca de retomar o controle da partida, mas sempre levava a pior. Tanto que, aos 21 minutos, o Dex vencia, no placar de abates, por impressionantes 11 a 0. Os Blumers só conseguiram as duas primeiras kills aos 23 minutos. 

Com Kennen nas mãos de Gabriel "prZo" Hirota, o Dex tinha controle absoluto das teamfights, pois o Mid Laner sempre procurava atacar os carries do CNB e, assim, os inutilizava durante boa parte das lutas. O CNB até tentou, mas não reverteu a desvantagem. O Dexterity abriu 1 a 0 no confronto.

przo-dexterity-dex-cblol-2015
Com ultimates efetivas de Kennen, Mid prZo foi decisivo para vitória do Dex no primeiro jogo

Segunda partida

No segundo jogo, o CNB mudou de estratégia e montou uma composição de poke e cerco a torres. Por outro lado, o Dex respondeu com campeões de engage e teamfight.

Os Blumers abriram o marcador aos 7 minutos com um gank de Carlos "Nappon" Rücker, de Nidalee, no top. Tanto o Jungler como o Solo Top Aoshi ficaram com kills. Na bot lane, Rellik abateu Kalec, e o CNB aproveitou para fazer o dragão depois de afastar Piolho da área.

Fazendo pickoff pelo mapa, o CNB matou três adversários em sequência aos 10 minutos e abriu 5 a 2 no placar de abates. Dois minutos depois, Aoshi ficou com double kill e ainda derrubou a torre.

Mesmo iniciando as lutas para evitar tomar muito dano dos ataques à distância, o Dexterity não conseguia chegar na backline adversária. O CNB tinha muito desengage, principalmente com o Azir de Lucas "Electro" Dal Prá e a Nami de Willyan "Wos" Bonpam. Lutando para trás, o CNB abriu vantagem em jogo bastante movimentado, com muitas kills e inúmeros erros de ambas as equipes. Foi uma partida técnicamente fraca, com momentos inusitados, como as perseguições à LeBlanc de SoulSilver, mas o CNB soube executar melhor sua composição e empatou o duelo.

wos-cnb-cblol-2015
Support Wos ajudou nos desengages e nas lutas para trás do CNB na segunda partida

Terceira partida

Na terceira partida, o CNB repetiu a composição que deu certo no jogo anterior, com campeões de poke. Novamente o First Blood ficou para os Blumers, com Aoshi, mais uma vez de Hecarim.

Porém, uma jogada muito mal calculada prejudicou o bom início do CNB. Aos 6 minutos, SoulSilver, de Diana, se livrou de um gank no top, desviando das investidas adversárias e deixando Aoshi sob a mira da torre. O capitão do CNB morreu e, enquanto isso, na bot lane, o Dex matou três jogadores e capitalizou os abates com o dragão.

O Dex poderia ter deslanchado e aberto vantagem, mas o CNB soube responder às ações inimigas e priorizar os objetivos. Quando o Dex fez o seu segundo dragão, os Blumers derrubaram duas torres, deixando a quantidade de ouro equilibrada. Mesmo assim, a equipe comandada por Aoshi só virou o placar de kills aos 39 minutos, quando fez 13 a 12.

Apesar de o CNB ter ligeira vantagem, com uma composição mais efetiva, a partida tomou ares dramáticos, pois Anjinho e companhia se defenderam bem dos ataques e estenderam o jogo para um ponto em que a equipe que levasse a melhor em uma teamfight seria a vencedora. Foi novamente uma disputa com muita ação e de nervos à flor da pele.

Enquanto levava o inibidor da bot lane, o Dex rotacionava para o barão. Mas a equipe não pegou o buff e acabou perdendo três jogadores, o que custou todas as estruturas da mid lane. Faltando muito tempo para o retorno dos adversários, o CNB selou a vitória e pôde respirar aliviado com a permanência na série de elite do League of Legends brasileiro.

cnb-quartas-de-final-cblol-2015
CNB venceu última partida dramática e não caiu para a Série de Promoção do 2º Split

Com a derrota no confronto, o Dexterity terá que disputar, em maio, a série de Promoção contra o 3º colocado do Circuito Desafiante. KaBuM e Jayob e-Sports também precisarão passar pelo Promotion para voltarem ao CBLoL.


Veja também:


Tags: League of legends, cblol, dexterity