Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Alocs revela surpresa e tristeza com demissão do INTZ e diz que quer continuar

Alocs revela surpresa e tristeza com demissão do INTZ e diz que quer continuar

Dispensado da equipe de League of Legends do INTZ, Leonardo "Alocs" Belo enfrenta um novo recomeço na carreira. E, apesar da tristeza pela derrota na Grande Final do 2º Split do Campeonato Brasileiro (CBLoL) 2015 e pela inesperada demissão, o Support não quer se aposentar. Para isso, apoia-se em três propostas de times da elite.

O momento é confuso na cabeça de Alocs, ainda atordoado com a notícia, recebida no sábado (22), de que não continuaria no INTZ, por decisão dos companheiros. "Talvez eles acreditem que eu não possa melhorar mais do que melhorei nesse último Split após passar o início do ano inteiro jogando em nível baixo. Talvez eles acreditem que eu não ajudei o time o suficente em conhecimento de jogo, talvez por falta de conhecimento ou por falta de comunicação de verdade", disse o cyber-atleta, em entrevista exclusiva ao MyCNB, ressaltando que não sabe os verdadeiros motivos de sua dispensa.

alocs-final-cblol-2015-allianz-parque-riot-games
Alocs afirma não saber os motivos que resultaram na sua dispensa do INTZ (Foto: Riot Games)

Na entrevista, Alocs busca explicar a derrota para o paiN Gaming na decisão do CBLoL e admite que o bootcamp de somente uma semana nos Estados Unidos acabou prejudicando a equipe. "Nós tentamos fugir de alguns dos nossos melhores picks por acharmos que eram fortes e por acharmos que estariamos fugindo do óbvio, mas isso nos levou a drafts ruins e composições inconcisas", opinou.

Leia também: Revolta e Loop deixam o Keyd Stars e acertam ida para o INTZ (clique aqui)
Leia também: Keyd explica baixas na line-up e não descarta contratar coreanos de novo (clique aqui)

Leia a entrevista completa:

Tem muita gente falando sobre a possibilidade de você parar de jogar. Você vai se aposentar mesmo?
Não pretendo parar, mas também não sei se terei força de vontade para voltar para um time do Circuito Desafiante mais uma vez. Uma coisa eu sei ao certo: eu pretendo continuar no caminho dos e-sports.

Isso significa que você só continuará na ativa se for em um time de CBLoL?
Como as classificatórias para o próximo Split do CBLoL já estão definidas, eu não creio que aparecerá alguma boa oportunidade, com boa line up e estrutura, fora dos times do CBLoL, então sim.

E você já tem propostas do time do CBLoL?
Já existem propostas, sim.

E o que depende para você acertar?
Tempo. Preciso de tempo para ouvir e decidir o que é melhor para mim.

Recebeu propostas de quantas organizações do CBLoL?
Três

Bom, mas se você já tem as propostas, deve continuar. Ou existe a possibilidade de você não aceitar nenhuma das três?
Provavelmente eu continue, sim, só vai depender das negociações. Não estou falando de contratos salariais e coisas do tipo, mas sim de estrutura, condições de treino, line-up e planejamento.

Como está sua cabeça neste momento, tendo que recomeçar novamente?
Hum, essa pergunta é meio difícil de responder porque eu não sei como descrever muito bem, mas eu estou meio perdido, não sei o que pensar, não sei direito até agora o motivo de eu ter sido kickado. Só tenho suspeitas da minha cabeça. Eu sei que eles preferem qualquer Support top tier do que eu, mas ainda não entendi exatamente o porquê. Ainda bem que tenho amigos de coração aqui em São Paulo que têm me dado apoio de verdade.

Quais são suas suspeitas?
Talvez eles acreditem que eu não possa melhorar mais do que melhorei nesse último Split após passar o início do ano inteiro jogando em nível baixo. Talvez eles acreditem que eu não ajudei o time o suficente em conhecimento de jogo, talvez por falta de conhecimento ou por falta de comunicação de verdade. Não sei ao certo, são só coisas da minha cabeça, talvez.

E você acha que em algum desses pontos citados você realmente falhou?
Eu acho que não passei todo o meu conhecimento para o time, sim. Pensei em justificar, mas talvez soe como desculpa e prefiro evitar.


Alocs contou estar estudando propostas de três equipes do CBLoL (Foto: Riot Games)

Depois da derrota na final do CBLoL, você sentiu que algo do tipo poderia ocorrer?
Não, não senti que nada ocorreria. Na verdade, o [treinador] Alex comentou comigo sobre algumas limitações do Jockster, mas eu não queria a mudança porque gostaria de dar mais uma oportunidade e tentar um caminho diferente para ajudá-lo a resolver os problemas e ficamos por isso. Foi o que acreditei. Então eu achava que todos tinham ido para casa aproveitar as férias com a certeza de um lugar para voltar.

Quando você ficou sabendo da sua dispensa?
No sábado.

Como foi? Chamaram pra uma reunião e comunicaram? A decisão lhe surpreendeu?
Veio através de um comunicado online, por meio do [diretor] Lucas, que foi super profissional para tentar sanar as minhas dúvidas e definir as pontas soltas. A decisão me surpreendeu. Eu até fui um pouco grosseiro com eles de início, mas já me desculpei com eles. Não fiz certo, eu estava nervoso e meio perdido.

E nesse comunicado não lhe deram a justificativa, não lhe explicaram o motivo da dispensa?
Não. Só me falaram que o Revolta estaria voltando e que o Jockster seria movido para Support. Um tempo depois fiquei sabendo da contratação do Loop.

Você acha que foi injustiçado com essa decisão?
Não acredito que deva achar uma decisão dessa justa ou injusta. Eu acredito que foi o que eles preferiram apenas.

Falando sobre a final do CBLoL, qual foi o peso da derrota para você? Você lidou melhor desta vez do que das outras por estar mais experiente ou o terceiro vice pesou mais?
Lidei muito melhor com essa derrota, sim, analisei todos os jogos e vi várias coisas que eu acredito serem erros meus, do time, da estratégia e do modo de pensar antes de uma decisão como essa.

alocs-intz-palco-final-cblol-2015-allianz-parque-riot-games
Para Alocs, INTZ fugiu do próprio estilo de jogo na final do CBLoL 2015 (Foto: Riot Games)

Dias antes do jogo, no dia do jogo, pouco tempo antes do jogo, esse pensamento de que você poderia perder a final de novo te afligia?
Eu estava muito confiante no meu time e, apesar de não ter certeza sobre algumas de nossas estratégias e drafts, eu entrei de cabeça porque era o que o nosso treinador e o time achavam melhor. Eu estava muito confiante de que ganharíamos.

E o que deu tão errado naquele confronto? O paiN mostrou muita superioridade, até mesmo quando estava atrás no placar parecia melhor.
Acredito que eles foram mais fiéis ao próprio estilo de jogo deles e ao meta game daquele momento. Nós tentamos fugir de alguns dos nossos melhores picks por acharmos que eram fortes e por acharmos que estaríamos fugindo do óbvio, mas isso nos levou a drafts ruins e composições inconcisas, na minha opinião, além de algumas falhas em horas importantes, como no segundo jogo quando eu fui pego pelo ult do Fizz e quando o tockers tomou instakill defendendo a T3 do mid.

No final das contas, você acha que o bootcamp de somente uma semana prejudicou vocês?
Sim, em minha opinião, nos prejudicou para aquela final, mas não foi tudo ruim. Eu acredito que adquirimos bastante experiência com aquilo. Que as pessoas envolvidas possam tirar bons frutos daquilo para futuros bootcamps.

Prejudicou de que maneira?
Nós queríamos nos adaptar ao meta e picks dos americanos, mas não tivemos tempo o suficiente para entendermos os pontos fracos e fortes que eles carregam.

E aí no que isso refletiu na final do CBLoL?
Refletiu em drafts e estratégias mal formuladas para o nosso time, na minha opinião.

Você até brincou em seu Facebook sobre o terceiro vice. Você realmente levou isso numa boa ou isso foi uma maneira de também não se deixar abater?
Eu senti mais como uma derrota e uma falha em alcançar meu objetivo e não como mais um vice, como se isso fosse algo ruim.

E até onde o Alocs quer ir?
Querer, eu quero ganhar o Mundial, como sempre quis, mas eu comecei a ter algumas dúvidas, já que meu antigo time, que eram pessoas muito próximas a mim, desacreditam de meu potencial. Talvez essas dúvidas passem com o tempo, talvez não, mas é o que sinto agora.

Você parece mais triste do que em outras vezes, como por exemplo quando foi dispensado do CNB e quando deixou o Big Gods. É isso mesmo ou é só impressão?
Desta vez eu fui kickado pelos meus companheiros de time e não tive explicações reais quanto aos motivos. Nas outras vezes foi diferente. Na CNB foi escolha da organização porque tinham um tipo de projeto que minha presença como jogador experiente na line-up não seria o ideal. Na BG foi decisão minha, já que tentamos o máximo possível até que nosso projeto inicial deu errado e o projeto deveria mudar para continuar.

Mas você está mesmo mais triste?
Sim, muito mais.

Obrigado, Alocs! Quer deixar alguma mensagem final?
Quero agradecer a todos os meus amigos, familiares e fãs pelo apoio e carinho de sempre, vocês me motivam demais! E queria deixar claro que, apesar de estar triste agora, não me arrependo por meus momentos na INTZ. Foram bons momentos, me diverti e me emocionei como nunca.



Veja também:


Tags: League of legends, intz, alocs, cblol