Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Conheça o CLG: campeão da América do Norte precisa provar valor internacional

Conheça o CLG: campeão da América do Norte precisa provar valor internacional

Depois de ficar fora das duas últimas edições, o Counter Logic Gaming (CLG), da América do Norte, está de volta ao Campeonato Mundial de League of Legends. O time, que correu o risco de não contar com o Jungler Jake “Xmithie” Puchero por problemas com o visto, atuará com força máxima no maior e mais importante torneio da temporada para provar que pode conquistar bons resultados no cenário internacional.

Campeão da LCS North America Summer 2015, o CLG será um dos adversários do paiN Gaming no Grupo A. Os outros oponentes são KOO Tigers, da Coreia do Sul, e Flash Wolves, do Sudeste asiático. O evento, que passará por quatro países da Europa, começa nesta quinta-feira (1º) e segue até o dia 31.

Leia também: Conheça o KOO Tigers: time novato com experiência de Mundiais (clique aqui)
Leia também: Conheça o Flash Wolves: entre altos e baixos, equipe busca destaque (clique aqui)

A história do Counter Logic Gaming no League of Legends se confunde com a do próprio cenário competitivo. O CLG foi fundado em abril de 2010 pelo ex-Solo Top George "HotshotGG" Georgallidis para ser apenas uma equipe, mas, com o passar dos anos, tornou-se uma importante organização multigaming do cenário norte-americano, atualmente presente também no Counter-Strike Global Offensive, no Halo e no Super Smash Bros.

Apesar de longa, a trajetória da equipe no competitivo não é vitoriosa. Dos quatro títulos expressivos que possui, o CLG conquistou três ainda nos primórdios do cenário, nos anos de 2010 e 2011: World Cyber Games 2010, Intel Extreme Masters Cologne VI e MLG Raleigh. Foram quase quatro anos de "seca" e cinco Splits de LCS até o triunfo na LCS Summer deste ano. O CLG subiu ao pódio poucas vezes. Dos 25 torneios que disputou, em quatro ficou na 2ª colocação e em cinco no 3º lugar.

clg-lol-wcg-2010-reproducao
Line-up do Counter Logic Gaming na World Cyber Games de 2010 (Foto: Reprodução)

O Counter Logic Gaming também não tem um bom retrospecto quando se trata de Mundiais. Em 2011, na primeira edição da competição, a equipe terminou em 5º lugar. No ano seguinte o CLG acabou eliminado ainda durante a Fase de Grupos ao amargar a 3ª colocação do Grupo A, com uma vitória em três jogos. A campanha acabou rendendo o 9º/10º lugar ao time.

Jogos CLG - Campeonato Mundial 2011
Fase de Grupos - CLG 1 x 0 gamed!de
Fase de Grupos - CLG 0 x 1 Team SoloMid
Fase de Grupos - CLG 1 x 0 Xan
Fase Eliminatória - CLG 1 x 2 fnatic (campeão)
Disputa de 5º lugar - CLG 1 x 0 gamed!de

Jogos CLG - Campeonato Mundial 2012
Fase de Grupos - CLG 0 x 1 Invictus Gaming
Fase de Grupos - CLG 1 x 0 SK Gaming
Fase de Grupos - CLG 0 x 1 Azubu Frost

A base da line-up campeã do 2º Split da LCS North America 2015 começou a ser construída no ano passado. Logo no início de 2014, a estrela do time, o AD Carry Yiliang "Doublelift" Peng, ganhou a companhia do Support Zaqueri "Aphromoo" Black na bot lane. Era a segunda vez que a dupla, carinhosamente apelidada pelos fãs de "Aphrolift", atuava junta.

Após mais uma temporada de resultados insatisfatórios, o CLG resolveu mexer novamente na formação, ao contratar, em novembro e dezembro, respectivamente, o Solo Top Darshan "ZionSpartan" Upadhyaha, para o lugar do sul-coreano Shin "Seraph" Woo-yeong, e o Jungler Jake "Xmithie" Puchero, substituto de Marcel "dexter" Feldkamp.

A última mudança ocorreu neste ano, com a conturbada saída do Mid Laner Austin "Link" Shin, que decidiu deixar o time por conta própria alegando que havia perdido a confiança nos companheiros, que, de acordo com o cyber-atleta, não se esforçavam o necessário para evoluir dentro do jogo, o que acabava comprometendo o rendimento da equipe. Para a vaga em aberto, o CLG contratou Eugene "Pobelter" Park, ex-WinterFOX, e o franco-coreano Choi "HuHi" Jae-Hyun.

Na LCS que valia a classificação direta para o Campeonato Mundial, o CLG fez ótima campanha na Fase de Classificação, com 13 vitórias e cinco derrotas em 18 confrontos. Na Semifinal, Doublelift e companhia venceram o Team Impulse por 3 a 0. Na decisão, disputada contra os rivais do Team SoloMid (TSM), o CLG teve outra apresentação de gala, vencendo três partidas com muita propriedade. Com isso, ficou com a seed #1 da América do Norte e é o cabeça de chave do Grupo A.

clg-campeao-lcs-na-summer-2015-riot-games
Counter Logic Gaming conquistou título da LCS North America Summer (Foto: Riot Games)

O time correu o risco de não poder contar com o Jungler Xmithie, que teve o visto de entrada na França negado. Improvisado, HuHi vinha treinando na jungle nos últimos meses para poder substituí-lo. De maneira espera, a organização anunciou, faltando seis dias para o início do campeonato, que Xmithie havia sido liberado e poderia disputar a Fase de Grupos. Ele já acompanhava a equipe na Coreia do Sul, onde estava sendo realizado um bootcamp preparatório.

Counter Logic Gaming

Darshan "ZionSpartan" Upadhyaya (Solo Top)
Jake “Xmithie” Puchero (Jungler)
Eugene "Pobelter" Park (Mid Laner)
Yiliang "Doublelift" Peng (AD Carry)
Zaqueri "Aphromoo" Black (Support)

Opiniões

Para o comentarista Gustavo “gstv” Cima, se o CLG não pudesse contar com Xmithie, teria problemas quanto a sinergia, que não seria a mesma com HuHi improvisado. "Eles aproveitam bastante das movimentações do Xmithie junto com o Aphromoo pelo mapa. Caso houvesse essa troca, não haveria tempo de criar uma sinergia desse tipo com o HuHi".

Segundo o ex-técnico do Kaos Latin Gamers (KLG), o brasileiro Alexandre "DrPuppet" Weber, Xmithie tem papel fundamental na organização tática do CLG. "Ele tem feito um bom trabalho em estar nos lugares certos para igualar o estilo agressivo dos dois solo laners, botando visão ou pressão para eles, cobrindo assim os erros do estilo do time".

xmithie-clg-lcs-north-america-summer-2015-riot-games
Xmithie (a frente) correu o risco de não disputar o Campeonato Mundial (Foto: Riot Games)

O coach vê como pontos fortes do time norte-americano a diversidade estratégica e os bons valores individuais que possuem nas rotas. Ele salienta, entretanto, que a agressividade dos jogadores pode ser um ponto a ser explorado pelos adversários. "Eles possuem boas estratégias para o early game e as executam muito bem. A equipe faz boas rotações e inversões de rota", afirma DrPuppet. "ZionSpartan e Pobelter jogam de forma bastante agressiva e erram várias vezes em posicionamento, erros estes que foram escondidos pelo Xmithie na Grande Final da LCS”.

O técnico do CNB e-Sports Club, Thiago "Djokovic" Maia, concorda que o CLG teria muito mais prejuízos do que benefícios se não pudesse jogar com Xmithie. "O Jungler controla o fluxo inicial do jogo, sendo responsável por chamadas e visão. Assim, um jogador da rota do meio, sem experiência suficiente na posição competitivamente falando, poderia ser abusado por jogadores mais agressivos e bem estabelecidos, como Rush (Team Impulse), Beng (SKT1) e Reignover (fnatic)".



Veja também:


Tags: League of legends, counter logic gaming , lolwc2015