Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • "É um choque de realidade", diz brTT após derrotas no Mundial

"É um choque de realidade", diz brTT após derrotas no Mundial

Depois de o paiN Gaming sofrer a segunda derrota no Campeonato Mundial de League of Legends 2015, Felipe "brTT" Gonçalves admitiu a dificuldade de enfrentar os principais times do cenário internacional. "É um choque de realidade bem tenso", disse o AD Carry.

Logo após a derrota para o Counter Logic Gaming (CLG), da América do Norte, brTT deu entrevista ao apresentador Gustavo Docil e ao analista Gustavo "Melao13" Ruzza, em Paris, na França, onde estão sendo disputados os confrontos da Fase de Grupos. "A questão de estar lá em cima [no palco do Mundial] é mais o time que a gente está em enfrentando, a experiência que eles têm. Você não pode errar porque, se errar, vai ser punido a todo tempo, o que não acontece no Brasil", disse, destacando que o time não está sofrendo com nervosismo. "Os caras jogaram melhor, só isso".

brtt-campeonato-mundial-2015-franca-riot-games
brTT admite "choque de realidade" em jogar contra equipes internacionais (Foto: Riot Games)

Que os jogos não seriam fáceis, todos sabiam, mas, diante do modo como o paiN Gaming se classificou para o World Championship, a comunidade brasileira ficou esperançosa com a possibilidade de Gabriel "Kami" Santos e companhia realizarem uma boa campanha no torneio. Isso ainda é possível, porque faltam quatro partidas para a conclusão da Fase de Classificação, mas as derrotas são um "banho de água fria" na empolgação inicial.

Na estreia, na quinta-feira (1º), os brasileiros perderam para o KOO Tigers, da Coreia do Sul, apesar de terem tido um início bom. Logo na primeira luta, em uma invasão dos adversários, a equipe conseguiu sair com uma leve vantagem ao conquistar dois importantes abates sobre o Solo Top Song "Smeb" Kyung-ho e o AD Carry Kim "PraY" Jong-in.

Entretanto, o KOO Tigers mostrou superioridade e logo dominou a partida, tomando conta da jungle brasileira e punindo os adversários por seus erros. O jogo terminou em 31 minutos. "Eu acho que a gente fez uma boa performance no sentindo de que a gente conseguiu executar o que havíamos planejado. Os times reagem muito mais rápido e eles punem, punem muito", destacou Kami em entrevista.

Contra o CLG, a invasão dos adversários se repetiu, mas, desta vez, o CLG levou a melhor na luta, mesmo com o First Blood para o paiN. Os norte-americanos, campeões da LCS North America Summer 2015, finalizaram o duelo em 30 minutos.

O próximo adversário no 1º turno do Grupo A será o Flash Wolves, de Taiwan, que na 2ª Rodada surpreendeu ao vencer os sul-coreanos do KOO Tigers. Neste sábado (3), a equipe brasileira descansa e se prepara para o desafio seguinte, no domingo (4). O time ainda tem chances de avançar para a Fase Eliminatória. "Vamos usar o dia para analisar os jogos, os da Flash Wolves e os nossos, para ver o que estamos fazendo de errado e conseguirmos consertar, para não cometermos os mesmos erros", afirmou brTT.

Clique aqui para a ver a cobertura completa do Campeonato Mundial de League of Legends 2015 

Em vídeo publicado depois do jogo para responder a perguntas dos fãs, o Jungler Thúlio "SirT" Carlos falou sobre o aprendizado no Campeonato Mundial. "Aqui os times fazem as coisas mais rápido. Eles começam agindo bem cedo, planejando bastante antes de cada ação e punem muito os erros".

pain-gaming-campeonato-mundial-2015-riot-games
paiN perdeu duas partidas no Mundial, mas ainda tem chances de passar (Foto: Riot Games)

Na Fase de Grupos, as equipes se enfrentam em séries md1, em dois turnos. Os dois primeiros colocados de cada um dos quatro grupos seguem para a Fase Eliminatória, que terá confrontos md5. Nas Quartas de Final, os cruzamentos serão sorteados.



Veja também:


Tags: League of legends, pain gaming, brtt, sirt, kami, lolwc2015