Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • g3x vence torneio sul-americano de Counter-Strike e tem mudanças

g3x vence torneio sul-americano de Counter-Strike e tem mudanças

Com vitória sobre o Keyd Stars na Grande Final, o g3nerationX conquistou o título da 1ª edição do Rising Stars South America de Counter-Strike Global Offensive. O time também teve mudanças recentes na line-up.

Realizada pela internet na semana passada, a competição foi a quarta de uma série de campeonatos que o site E-Frag está promovendo ao redor do mundo. Foram oito times participantes - três da Argentina, três do Brasil e dois do Chile - e premiação de US$ 3 mil, com o campeão levando US$ 2 mil.

O g3x estreou no torneio vencendo o Kaos Latin Gamers (KLG), do Chile, por 2 a 0 nas Quartas de Final. Na Semifinal, Vinicios "PKL" Coelho e companhia derrotaram o Santos.Dexterity por 2 a 1, em um acirrado confronto.

Já o Keyd se classificou para a decisão do torneio sem perder, com vitórias sobre dois times estrangeiros: rEAK, do Chile, e Brekan Gaming, da Argentina, ambas pelo placar de 2 a 0.

Assim como na Semifinal da MAX5 Invitational (clique aqui para ver a cobertura), há duas semanas, o Keyd saiu na frente no duelo contra o g3x, após vencer o primeiro mapa, de_cache, por 16 a 9. O g3nerationX não se abateu e conseguiu empatar a série ao fazer 16 a 10 na de_dust2. No mapa derradeiro, de_inferno, o g3x levou a melhor por 16 a 12.

Classificação Final:
1º - g3nerationX - US$ 2.000
2º - Keyd Stars - US$ 1.000
3º/4º - Brekan Gaming
3º/4º - Santos Dexterity
5º/8º - rEAK
5º/8º - Guerreros del Mouse
5º/8º - Kaos Latin Gamers
5º/8º - Dynasty Gaming

Mudanças na line-up

Contratada em dezembro, a line-up do g3x passou por mudanças. Arthur "maeda" Maeda e João "knight" Lourencin não fazem mais parte da equipe, conforme anunciou a organização pelas redes sociais.

Maeda deu lugar a Denis "dzt" Fischer, que entrou definitivamente no time. Ele vinha sendo utilizado pelo g3x provisoriamente desde a Semifinal da MAX5 Invitational como substituto de Thiago "tifa" França, que não jogou aquele confronto por ter sido padrinho em um casamento realizado na mesma data.

dzt-g3nerationx-csgo-divulgacao
dzt deixou o Operation Kino para defender o g3nerationX em definitivo (Foto: Divulgação)

Dzt pertencia ao Operation Kino, organização que contratou a antiga line-up do SITECS, que, ao lado do AllienTech (antigo Keyd Stars), se classificou para o Americas Minor Championship 2016. Os dois times não puderam disputar o torneio por problemas na obtenção de vistos de entrada nos Estados Unidos.

O treinador do g3x, Otávio "bczz" Boccuzzi, disse ao MyCNB que a substituição de maeda por dzt ocorreu pela diferença de comportamento entre os cyber-atletas. "O maeda era muito quietão, na dele, e, como trabalhava demais fora do jogo, quando chegava para treinar conosco, andava muito cansado e se comunicava pouco. Já o dzt é o oposto. Por ter sido capitão do Operation Kino, trata-se de um jogador bastante comunicativo, o que fez com que rolasse uma química legal com o restante do time" comentou bczz.

Knight explicou ao MyCNB que não saiu por conta própria, mas não quis revelar os motivos de sua dispensa. "Foi opção do restante da equipe de me tirar, e eu respeito a decisão deles. Se é o que a maioria quer, tudo bem. Eu irei continuar no competitivo e já até recebi algumas propostas, mas estou vendo o que é melhor para mim", contou.

O coach do g3x pediu para que o capitão PKL fosse procurado para falar sobre a saída de Knight. Mas o MyCNB não conseguiu contato com o jogador até a publicação desta matéria. O substituto ainda não foi anunciado.

g3nerationX

Denis "dzt" Fischer 
Thiago "tifa" França 
Vinicios "PKL" Coelho 
Gustavo "yeL" Knittel

Otávio "bczz" Boccuzzi (treinador)


Veja também:


Tags: csgo, Counter-Strike Global Offensive, g3nerationx, dzt