Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • Especialistas analisam surpresas e decepções do 1º turno da LCK

Especialistas analisam surpresas e decepções do 1º turno da LCK

O 1º turno da LCK Spring 2016, a principal competição de League of Legends da Coreia do Sul, chegou ao fim com surpresas e decepções. O ROX Tigers não perdeu nenhuma série e lidera a Fase de Classificação.

O destaque negativo vai para o desempenho do time campeão do mundo em 2015, o SK Telecom T1, do astro Lee "Faker" Sang-hyeok, que está no meio da tabela, com cinco vitórias e quatro derrotas em confrontos. Depois de passar por mudanças na line-up, a equipe não tem conseguido repetir as ótimas atuações da temporada passada.

Para entender melhor o porquê de o SKT1 não estar rendendo como esperado e mostrar outras decepções e surpresas do 1º turno da LCK, o MyCNB conversou com dois especialistas no cenário sul-coreano: o comentarista brasileiro Diego "Lunacy" Oliveira e o analista do CNB e-Sports Club, o português Nuno "Nuno" Rema.

skt-lck-spring2016-divulgacaoCom desempenho apagado, SKT1 decepcionou no 1º turno da LCK (Foto: Divulgação)

"Os problemas da SKT, obrigatoriamente, não se centram muito na questão de terem perdido o Solo Top shotcaller. Centram-se muito nas mudanças da pré-temporada e no desaparecimento das wards normais. A SKT tinha um sistema de jogo muito voltado pela visão. Com o desaparecimento, perderam um pouco o fio de jogo e o controle que exerciam muito bem em cima de times adversários", opina Nuno.

Para Lunacy, os cyber-atletas estão tendo erros individuais e coletivos e rendendo menos do que o esperado. "A entrada de Duke, disparado o melhor jogador da NaJin no ano passado, parecia perfeita para o time, mas ainda não encaixou. O problema também parece residir em Bengi, que se mostra bastante confuso com os novos picks da jungle e parece desorientado quando não consegue botar as mãos na Elise. Com Bengi afetado, toda a SKT sofre, embora outros jogadores também venham cometendo bastantes erros", avalia o comentarista.

Ele também cita o Longzhu Gaming (antigo Incredible Miracle) como outra decepção, pois montou um elenco forte para a temporada, com Lee "Flame" Ho-jong, Shin "CoCo" Jin-yeong, entre outros. O time tem a mesma campanha do SKT.

"Foi o time mais 'hypado', já que, de uma só vez, trouxe Flame, Chaser, CoCo e Fury. O que se viu foi um pouco diferente, com uma equipe que, até agora, parece ter problemas de se adaptar", analisa Lunacy. "O time ainda parece ter problemas para achar uma line-up titular, alternando bastante entre Flame e Expession no top e Chaser e Crash na jungle. Talvez seja só uma questão de tempo".

Para Lunacy e Nuno, o Samsung Galaxy surpreendeu ao terminar o 1º turno na 4ª colocação, com seis vitórias e três derrotas. Eles destacam o poder de reestruturação da equipe e as ótimas fases do Mid Laner Lee "Crown" Min-ho, que jogou no Brasil em 2014 (como Shadow), e do Solo Top Lee "CuVee" Seong-jin.

"O time se reestruturou muito bem. A entrada de Ambition, por mais que seja um jogador limitado, melhorou a tomada de decisão da equipe. Os destaques, para mim, são o Crown e o Cuvee, que é uma das grandes surpresas do top nesta temporada", destaca Lunacy, que também elenca o Jin Air Green Wings como surpresa. O time teve seis vitórias e três derrotas e está na 3ª posição.

ROX Tigers invicto

Segundo Lunacy e Nuno, já era de se esperar um ROX Tigers com força, mas não tanta quanto a equipe demonstrou no 1º turno. São nove séries vencidas, com vitórias em 18 partidas e apenas três derrotas.

"O ponto de mudança foi a entrada do Peanut, um Jungler novato que havia jogado algumas partidas pela NaJin no ano passado. Ele preencheu uma posição problemática na Tigers e encaixou seu estilo de jogo de pressionar o Jungler adversário com invades muito bem", explica Lunacy.

rox-tigers-lck-spring2016-divulgacaoROX Tigers terminou 1º turno sem perder nenhuma das nove séries (Foto: Divulgação) 

Com uma equipe forte e as demais ainda buscando se encaixar, ROX Tigers é o principal candidato ao título na opinião de Nuno. "Com a SKT tendo problemas em vários pontos do jogo, e os top teams ainda atravessando problemas de shotcall e experiência, acho que o título está muito favorável para a Tigers", aposta o analista do CNB.

Não há informações ainda de quando começará o 2º turno. Será depois da disputa da segunda metade da Fase de Classificação é que sairão os cinco finalistas para os confrontos decisivos.

Clique aqui para ver a cobertura completa da LCK Spring 2016


Veja também:


Tags: League of legends, sk telecom t1, lck spring 2016, rox tigers, longzhu gaming