Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • Janela de transferências do CBLoL começará na segunda-feira

Janela de transferências do CBLoL começará na segunda-feira

Passado o fim de semana da decisão do 1º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2016, as equipes estarão livres para concretizar transações de cyber-atletas. A Riot Games Brasil anunciou que a janela de transferêncas para o 2º Split começará na próxima segunda-feira (4) e se estenderá até 2 de maio.

É apenas dentro desse período que as organizações poderão oficializar vendas ou compras de jogadores - antes, só podiam negociar, sem informar propostas aos cyber-atletas.

Pela política antialiciamento, em vigor desde 8 de agosto de 2015, as negociações devem ser iniciadas sempre entre as direções. O time interessado precisa procurar a administração da equipe do cyber-atleta pretendido. Caso haja acerto entre as partes, a Comissão de Operações de Ligas da Riot deverá ser comunicada para aprovar a transação antes de o jogador ser informado sobre a proposta. Da mesma maneira, o jogador que esteja com contrato em vigor não pode ir atrás de outra equipe sem conhecimento de sua staff.

Um jogador pode deixar uma equipe por livre e espontânea vontade, desde que seja liberado pela organização, seja negociado com outro time ou execute a cláusula de rescisão. Caso contrário, é obrigado a cumprir o contrato até o fim. Ele pode anunciar publicamente a vontade de sair e sugerir, de forma não direcionada a nenhuma equipe ou pessoa específicas, que entrem em contato com a organização que defende. Equipes e cyber-atletas que desrespeitem a regra estão sujeitos a punições.

Os times que disputarão o 2º Split do CBLoL 2016 deverão apresentar ao menos três titulares, dois reservas e o técnico até o dia 25 de abril. É uma maneira de garantir, de acordo com a Riot, "que as negociações de último minuto não sejam prejudiciais para nenhuma parte, dando uma semana extra para ajustes finais".

Transferências fechadas depois da janela de transferências também serão passíveis de punições, conforme o regulamento do cenário brasileiro.

Lei do silêncio

A política antialiciamento também determina que organizações, cyber-atletas e staff não devem divulgar publicamente negociações e contratações de jogadores, "em nenhuma hipótese, a não ser que sejam instruídas pela Comissão de Operações de Ligas da Riot".


Veja também:


Tags: League of legends, cblol 2016, janela de transferências