Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Aliviado, TACO diz que jogadores agiram "de forma amadora"

Aliviado, TACO diz que jogadores agiram "de forma amadora"

Resolvido o imbróglio envolvendo Luminosity Gaming e SK Gaming, os cyber-atletas brasileiros puderam, enfim, falar sobre a maior polêmica recente do cenário competitivo de Counter-Strike Global Offensive. Em entrevista exclusiva ao MyCNB, Epitácio "TACO" Pessoa disse estar aliviado por tudo ter se resolvido e admitiu que os jogadores agiram "de forma amadora" na negociação com o SK.

No mês passado, a ESPN revelou que os brasileiros, que até o momento mantém vínculo com o Luminosity, do Canadá, haviam assinado contrato com o SK, da Alemanha, sem o conhecimento do dono da atual organização. Contudo, os cyber-atletas voltaram atrás e passaram a não querer mais ir para o SK, porque, entre outras coisas, alegaram terem sido pressionados pelo agora novo chefe.

O caso virou polêmica e, segundo a ESPN, o SK até ameaçou os brasileiros de processo na Justiça se o contrato, que entra em vigor em 1º de julho, não fosse cumprido. Nesta sexta-feira (24), o Luminosity anunciou a transferência da equipe para a organização europeia.

Segundo TACO, Luminosity e SK finalizaram a transação há cerca de duas semanas. "É um alívio para nós, jogadores, que tudo tenha sido resolvido da melhor maneira possível, sem danos para nenhuma das partes. Achamos que agimos de forma amadora no início da negociação".

O cyber-atleta está em Londres, na Inglaterra, onde acontece a Final Mundial da ECS, e conversou com exclusividade com o MyCNB pela internet, minutos depois do anúncio oficial da transferência.

taco-luminosity-dhmalmo-hltvTACO disse estar aliviado com o fim da polêmica transação para o SK (Foto: HLTV.org)

Depois da revelação do caso, Gabriel "FalleN" Toledo se pronunciou, afirmou ter sido contra a transferência, revelando um racha entre os jogadores, e avaliou que a assinatura do contrato foi "o maior erro da vida" deles. Disse ainda que o diretor do SK Gaming, Alex Müller, persuadiu os cyber-atletas, "em uma abordagem implacável" e com "mentiras".

"O que o FalleN deixou público foi o pensamento da equipe e não só dele. O erro não foi ter assinado com o SK em si, mas ter assinado um contrato com alguns meses de antecedência sem deixar que as organizações entrassem em um acordo comum. O SK agiu de maneira profissional e estamos felizes e motivados por oficialmente os representar", ponderou TACO.

"Foi tudo um aprendizado. Tentamos lidar com negócios usando o coração e sem nenhum tipo de experiência nisso. Em meio a campeonatos, treinos e muita viagem, os jogadores não têm que se envolver nesse tipo de coisa. Muitas vezes ignoramos o que foi dito pelo nosso manager, Dead, que é quem, a partir de hoje, toma todas as decisões que envolvam assuntos fora do jogo", acrescentou.

Os brasileiros estão disputando a Final Mundial da 1ª temporada da ECS. Clique aqui para ver a cobertura completa. Este será o último campeonato vestindo a camisa do Luminosity. No próximo compromisso, a ESL One Cologne, de 5 a 10 de julho, a equipe estará de uniforme novo.

"Sou new school no jogo, mas é uma honra representar a camisa que players lendários como f0rest, GeT_RighT, SpawN e companhia representaram. É uma responsabilidade imensa representar uma organização multicampeã", finalizou TACO.


Veja também:


Tags: csgo, sk gaming, Counter-Strike Global Offensive, luminosity gaming, taco