Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Coldzera quer ano perfeito para se considerar o melhor do mundo

Coldzera quer ano perfeito para se considerar o melhor do mundo

Ele tem dois títulos mundiais, uma habilidade que impressiona e já recebeu até homenagem da Valve, desenvolvedora do Counter-Strike Global Offensive, com um desenho de uma AWP no mapa do jogo por causa de uma de suas jogadas. Para muitos, o brasileiro Marcelo "coldzera" David é o melhor cyber-atleta da atualidade, mas o próprio jogador ainda não se vê no topo do mundo.

"Tem que esperar acabar o ano para concretizar isso, mas, por enquanto não. Ainda tem mais seis meses, muito campeonato para falar sim ou não. Para me satisfazer como melhor jogador do mundo, é ganhar mais um major e o ano inteiro ser a era do SK", disse coldzera em entrevista ao MyCNB, nesta sexta-feira (22), em evento realizado na MAX5, em São Paulo.

Leia também: Zews explica saída do SK: "É hora de levar este sucesso para outro lugar" (clique aqui)

coldzera-max5-fotos-mycnbNo Brasil, coldzera tirou fotos e deu autógrafos em evento na MAX5 (Foto: MyCNB)

No currículo, coldzera acumula títulos de dois majors, MLG Columbus 2016 e ESL One Cologne 2016, sendo escolhido o melhor jogador dos dois campeonatos, além de conquistas na DreamHack Austin e na 3ª temporada da ESL Pro League, todos nesta temporada. Nessas competições, o cyber-atleta se destacou pelas boas atuações.

Homenageado pela Valve, coldzera foi eternizado no mapa de_mirage, com um desenho na parede perto de onde fez uma belíssima jogada de AWP, matando quatro adversários pulando ao defender o bomb, no MLG Columbus. O momento também acabou eternizado na pele, com o cyber-atleta tatuando o mesmo desenho no braço direito.

O talento de coldzera foi evidenciado já no seu primeiro ano atuando nos Estados Unidos. O site de notícias The Score eSports apontou o jogador brasileiro como revelação do cenário internacional da temporada 2015.

Polêmica transação

Depois do título do MLG Columbus, os brasileiros, que ainda defendiam o Luminosity Gaming, se envolveram em uma polêmica transação. Sem conhecimento do antigo time, eles assinaram contrato com o SK Gaming, mas haviam voltado atrás e não queriam mais mudar de time.

coldzera-eslconecologne2016-hltvcoldzera era a favor da mudança para o SK Gaming desde o início (Foto: HLTV.org)

Na ocasião, o capitão Gabriel "FalleN" Toledo revelou um racha na equipe, dizendo que alguns jogadores queriam ir para o SK e outros não. Coldzera foi um dos que manifestaram interesse em mudar de time, o que acabou se concretizando.

"No começo, tivemos uma proposta boa e pensamos muito sobre isso, mas a gostamos muito do Steve [dono do Luminosity], então foi o que pesou bastante. Eu sempre quis ir para o SK, porque é uma organização que suporta bem a gente e também por causa do que eles já ganharam. Pesou muito para mim. Fizeram muita história e, para mim, é um sonho jogar por eles", contou.

O cyber-atleta ressaltou que, mesmo depois de todo o imbróglio, os jogadores brasileiros não tiveram nenhum desconforto com a nova organização, que inclusive chegou a ameaçá-los de processo caso não cumprissem o acordo firmado em contrato, que entrou em vigor no dia 1º deste mês.


Veja também:


Tags: csgo, sk gaming, Counter-Strike Global Offensive, cold, max5