Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • Novato, shz admite surpresa com convite do Luminosity Gaming

Novato, shz admite surpresa com convite do Luminosity Gaming

Com pouca experiência no cenário competitivo, Bruno "shz" Martinelli recebeu com surpresa a proposta para defender a equipe brasileira de Counter-Strike Global Offensive do Luminosity Gaming. Teve só duas oportunidades de se apresentar em torneios presenciais, mas conquistou o seu espaço para dar sequência à carreira nos Estados Unidos.

Shz, hoje com 18 anos, começou a jogar CS como tantos outros, ainda na adolescência. Na versão CS:GO, iniciou no fim de 2013. Foi só em meados de 2014 que entrou para o seu primeiro time, o teamfuRy, pelo qual disputou alguns campeonatos online.

Em setembro daquele ano, o novato esteve na X5 Mega Arena, onde a equipe que representava, o REVENGE, terminou na 5ª/8ª colocação, após perder para a KaBuM, de Gabriel "FalleN" Toledo e companhia. "O meu time acabou miando e dei uma desencanada. Jogava só pugs com uns amigos, no máximo", relembra shz, em entrevista exclusiva ao MyCNB.

Ele conta que, em junho deste ano, recebeu o convite para atuar pelo NeedJobs, com a base do que seria o Remo Brave, onde brilhou antes de acertar com o Luminosity. Com poucas mudanças, a line-up passou pelo MK3 e-Sports, de junho a julho, e depois pelo Remo, em agosto.

shz-remo-brave-divulgacao
Novato, shz defenderá o Luminosity nos Estados Unidos (Foto: Divulgação/Remo Brave)

Com a tag do famoso clube de futebol do Pará, a equipe conquistou, de maneira surpreendente, o título da Brasil Game Cup (BGC), disputada dentro da Brasil Game Show (BGS), em São Paulo, ao vencer os veteranos do CNB e-Sports Club, na final, no último dia 4.

"Foi o nosso primeiro campeonato em lan juntos. Apesar de pouco tempo, treinamos e batalhamos muito para sempre buscarmos resultados melhores. O que mais nos ajudou foram as derrotas, com certeza. Com o auxílio único do Sllayer, nós aprendemos e evoluímos muito", diz shz.

Ele acredita que sua atuação na BGC pode ter sido decisiva para chamar a atenção do Luminosity. "Não posso dizer que 100%, mas creio que pesou bastante, por ser um camp em lan relativamente grande".

remo-brave-csgo-1lugar-bgc16-mycnb
shz com o Remo Brave na conquista da Brasil Game Cup (Foto: MyCNB)

O convite para fazer parte da equipe, que defende o Luminosity desde julho e antes jogava pelo WinOut, outra organização estrangeira, veio na última sexta-feira (9), por meio do treinador, Alessandro "Apoka" Marcucci. "Não estava preparado. Foi uma surpresa imensa, para mim e para os meus pais", afirma o cyber-atleta, que, depois de muita conversa com as pessoas que o cercam, decidiu aceitar a proposta. "É indescritível, com tão pouco tempo, saber que o pessoal confia em mim e no que eu posso fazer. Com certeza, vou abraçar essa oportunidade e dar o meu melhor".

Shz tem consciência do desafio que terá pela frente, saindo do cenário brasileiro, ainda em desenvolvimento, e indo para o competitivo norte-americano, onde estão algumas das principais equipes do mundo. "Minha principal expectativa, apesar de o cenário brasileiro ser muito 'forte', é de evoluir mais e mais a cada dia", afirma, admitindo, é claro, a insegurança pela mudança de patamar.

Ele, entretanto, não deixa a confiança de lado. "Sem dúvidas, estou confiante em tudo, apesar de a ansiedade pesar bastante".

O cyber-atleta ainda está tirando o visto para entrar nos Estados Unidos, e a previsão é de que o embarque aconteça daqui a duas semanas, para ir encontrar os novos companheiros, inclusive Gustavo "SHOOWTiME" Gonçalves, outro jogador contratado nesta semana. Os dois estão substituindo os veteraníssimos Bruno "bit" Lima e Renato "nak" Nakano, que foram dispensados da organização canadense por conta dos "recentes resultados" e de "conflitos in-game".

 


Veja também:


Tags: csgo, Counter-Strike Global Offensive, luminosity gaming, remo brave, shz