Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • Sem vencer no CFEL, Brave aposta em bootcamp para melhorar

Sem vencer no CFEL, Brave aposta em bootcamp para melhorar

Surpresa na seletiva para um campeonato internacional nas Filipinas, o time de CrossFire do Remo Brave não vem repetindo as boas atuações no 2º Split do CrossFire Elite League (CFEL), a principal competição brasileira da modalidade. Para os cyber-atletas, porém, a experiência de terem jogado na gaming house da organização, em São Paulo, durante a classificatória será o "divisor de águas" para os próximos compromissos no "Brasileirão".

"Embora tenhamos empatado quatro vezes, não acho que estamos indo mal. No começo, o time ainda estava com uma formação nova e com pouco entrosamento, agora, após o bootcamp na GH da Brave, conseguimos nos organizar e consertar diversos erros que estávamos cometendo. Na seletiva, tivemos a grande chance de jogar um ao lado do outro, e deu para perceber que é um ponto forte de nossa equipe. Estamos treinando fortemente para mostrar o nosso potencial também na CFEL", disse Alécio "v1nni" Vinicius ao MyCNB.

remo-brave-crossfire-seletiva-manila-divulgacao-remoJoagores apontam melhora na equipe após jogarem juntos, em SP (Foto: Divulgação)

Atual 5º colocado na Fase de Classificação do CFEL, com quatro empates e uma derrota, o time do Remo Brave surpreendeu e conquistou o título do classificatório brasileiro para o CrossFire Invitational Manila 2016, campeonato internacional que acontecerá nos dias 15 e 16 de outubro, nas Filipinas.

A equipe jogou a seletiva inteira da gaming house da organização, na capital paulista. O time completo ficou junto de 25 de agosto até o último dia 3, quando embarcou para o Rio de Janeiro, onde aconteceram as finais.

João Paulo "j0w" Tristão também acredita que a experiência de jogar a seletiva na gaming house, um ao lado do outro, ajudará o time no andamento do CFEL. "Obtivemos uma melhora clara, mas infelizmente continuamos com os empates. Não que os empates sejam sinônimo de derrota ou baixo rendimento, mas acredito que os times estão num nível bem igualados e isso é bom para o cenário como um todo. Sabemos do nosso potencial e sabemos que podemos, sim, ser campeões da CFEL. Ainda temos um segundo turno para sair dessa quantia de empates e surpreender ainda mais muita gente".

No período em que esteve na gaming house, o time jogou um confronto do CFEL, no dia 26, contra o INTZ e perdeu por 2 a 0. Quatro dias depois empatou com o Operation Kino. Questionado no que este tempo juntos pode trazer de benefício para o grupo, j0w destacou: "A jogar mais juntos, a melhorar a comunicação e o entrosamento... Tudo que estávamos precisando para que o time pudesse evoluir e estar no nível que está hoje".

Outro que também enxerga uma melhora no time após a estadia em São Paulo é Yuri "green" Barbosa. "A experiência na gaming house fez o time melhorar 70% ou mais". "Arrumamos muitos erros para o 2º turno da CFEL. Estou bem confiante com o meu time. Garanto que vocês vão ver uma Brave totalmente diferente".

A equipe tem mais cinco séries na Fase de Classificação para tentar ficar entre os quatro melhores que disputarão a Fase Eliminatória. As finais do 2º Split serão realizadas em 8 de outubro, na arena MAX5, em São Paulo. Clique aqui para ver a cobertura completa CrossFire Elite League (CFEL).


Veja também:


Tags: crossfire, remo brave, cfel