Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Times da ABCDE exigirão premiação de R$ 100 mil em torneios online de LoL

Times da ABCDE exigirão premiação de R$ 100 mil em torneios online de LoL

Organizações da Associação Brasileira de Clubes de Esports (ABCDE) irão exigir premiações mínimas de R$ 10 mil a R$ 100 mil, dependendo da modalidade e do tipo de evento, para participarem de campeonatos no Brasil. Nos torneios online, ainda haverá cobrança pela participação.

Essas e outras diretrizes constam na Política de Participação 2016, ao qual o MyCNB teve acesso, com exclusividade, por meio da própria associação, criada para defender os interesses dos clubes brasileiros de esportes eletrônicos e fomentar o crescimento do cenário nacional.

De acordo com o presidente da associação, Lucas Almeida, a política será implementada já no Intel Gaming Challenge, torneio de Counter-Strike Global Offensive, que começa nesta quinta-feira (29), na arena MAX5, em São Paulo. "Esta é uma política mínima de participação. São os mínimos requisitos, os pontos necessários para participarmos. Em grande maioria, após conversas com as organizadoras e publishers, entendemos que não são itens fora do padrão".  

Como o League of Legends é a principal modalidade de e-sport, é nele que estão as maiores exigências. Um time da ABCDE só irá participar de competições online que tenham, no mínimo, premiação total de R$ 100 mil e paguem taxa de participação de R$ 60 mil para serem divididos entre todos os concorrentes. Isso para torneios que tiverem um mês de duração, com quatro dias de jogos e no máximo duas séries por semana para cada equipe. 

lucas-intz-preseidente-abcde-divulgacaoABCDE revela requisitos mínimos para participação em eventos (Foto: Divulgação)

Nenhum campeonato online na história do cenário nacional de LoL teve premiação de R$ 100 mil, como passou a exigir a ABCDE. "O valor não é alto para o nível de entrega de um mês de liga", defende o presidente da associação. "Se tudo correr bem, em alguns dias lançaremos o primeiro torneio de LoL que atinge esse padrão - e ainda haverá torneio presencial. A ABCDE surgiu para fazer as coisas acontecerem em um nível bom para os fãs, jornalistas, clubes, jogadores, patrocinadores e todo o cenário".

Para os campeonatos presenciais de LoL, a premiação mínima requerida é menor, de R$ 20 mil, sem taxa de participação, mas há muito mais exigências quanto à estrutura oferecida.

Entre os requisitos estão a compra de passagens para sete pessoas (cinco jogadores, treinador e manager), traslado de van executiva para 12 pessoas, hospedagem em hotel três estrelas se o torneio for fora de São Paulo, ajuda de custo para as passagens caso a competição seja na capital paulista, cadeira ergométrica gamer ou presidencial com regulagem de altura e braços, duas salas pré-jogo climatizadas e espaço de descanso reservado para os jogadores, sem acesso do público. 

"Sobre a ajuda de custo para competição na capital paulista, a maioria dos clubes tem a sede aqui mesmo na Capital. Portanto, então não contaria para esse torneio. Agora, imagine aquela equipe pequena que não tem um clube por trás ou que não está na ABCDE e não tem dinheiro para viajar? Depois de muito esforço, garra e luta, a equipe conseguiu sua vaga no “last chance” para um torneio com as melhores equipes do Brasil e não vai conseguir disputá-lo? Pois bem, ela precisa de ajuda de custo e, por isso, vamos ajudar", explica Lucas. 

No documento, os clubes exigem ainda que a chegada ao campeonato seja até as 21 horas do dia anterior ao início das disputas e a saída aconteça no dia seguinte ao término, a partir das 10 horas. Refeições a cada seis horas e água disponível 24 horas são outros pontos.

Outras modalidades

Em campeonatos online de outros jogos em equipe, como Counter-Strike Global Offensive e DotA 2, a exigência é de premiação total mínima de R$ 10 mil e de taxa de participação de R$ 24 mil (a ser dividida entre todos os participantes).

Já competições presenciais deverão ter ao menos R$ 10 mil de premiação. Demais requisições são as mesmas dos torneios de League of Legends. Uma exceção é que, neste caso, a ABCDE exige apenas uma sala climatizada para os times que forem jogar. 

max5invitational-2016-publico-mycnbCampeonatos presenciais de CS:GO deverão ter premiação de R$ 10 mil (Foto: MyCNB)

Outros pontos

A Política de Participação 2016 da ABCDE prevê que, passada uma hora de atraso de um confronto (seja online ou presencial), a cada meia hora adicional a organização deverá pagar uma multa. 

"A multa será aplicada em casos extremos quando for culpa da organizadora. Os clubes também levarão multa caso atrasem. É um ponto de direito dos dois lados. Não podemos mais ignorar o fato de os fãs ficarem três horas esperando uma partida começar. Neste quesito, precisamos levantar o padrão de entrega atual de alguns torneios ou não vamos participar para o bem de nossos fãs, jornalistas, clubes, jogadores, patrocinadores e todo o cenário", destaca Almeida. 

Em todos os tipos de torneio, independentemente da modalidade, a ABCDE determina que as premiações sejam pagas em até 60 dias corridos após o fim da competição. O documento ainda estipula a distribuição dos valores e o número mínimo de participantes recomendado. 

Já a taxa de participação, cobrada em disputas online, deve ser repassada às organizações duas semanas "antes de começar o campeonato ou do uso da imagem do clube", conforme o texto do documento.

Os valores de premiação e taxa de participação, aliás, devem ter acréscimo de 15% em relação ao que for anunciado à mídia. Esse adicional, conforme a ABCDE, é "referente a pagamentos de impostos".

Outro ponto da Política de Participação é que as equipes participantes dos campeonatos "devem fazer parte da associação ou respeitar o regulamento interno e estatuto da ABCDE". "A ABCDE não é exclusiva, é inclusiva. Até o final do ano, queremos ter 15 clubes e, após anunciar o Remo Brave, devemos comunicar a filiação de mais três clubes brasileiros nos próximos dias. Não só todos podem participar dos torneios, como colocamos a sugestão de termos sempre um qualify em formato “last chance” para 4 equipes amadoras, que buscam um lugar ao sol".

brma-rio-2015-brmaMultas serão dadas por conta de atrasos, seja por parte do organizador ou do time (Foto: BRMA)

Relatórios

Os clubes se comprometem, na Política de Participação, a divulgar os eventos dos quais estiverem participando, com número determinado de posts nas redes sociais, vídeo no Youtube e criação de hashtags específicas para o torneio, entre outras medidas. 

Depois dos campeonatos, tanto as equipes participantes quanto a organização do evento deverão enviar relatórios uns para os outros. O promotor de um torneio terá de apontar, por exemplo, a audiência na stream, número de visitantes e fotos (nesses dois últimos casos, se a disputa for presencial).

As organizações de e-sports, por sua vez, prometem fazer relatórios com prints de posts em redes sociais, resultado de alcance das hashtags, entre outras coisas. Segundo Lucas, estes relatórios servirão para "releases, mídia, controle e histórico, entre outros fatores".


Veja também:


Tags: abcde