Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Rude Game vai bem no CFEL, mas não se vê com chance de título

Rude Game vai bem no CFEL, mas não se vê com chance de título

Com uma mescla de novatos e experientes, o Rude Game, que está na elite pela primeira vez, vem fazendo boa campanha no 2º Split do CrossFire Elite League (CFEL). Contudo, os cyber-atletas da equipe não veem grandes chances de título.

O Rude é um dos dois times que conseguiram acesso à 1ª divisão neste Split. Da equipe que jogou a 2ª divisão, três jogadores continuam na line-up: Bernardo "Guedess" Guedes, que chegou a atuar por um Split na elite, no início do ano passado, Yuri "twozinJ" Rodrigo e Duanne "2Dms" Moraes, dupla de novatos. Ao lado deles estão dois experientes: Ranielly "ruunt" Maia e Max "mxm" Marques.G

mxm1-intz-cbcf2015-mycnbVeterano mxm é um dos destaques da campanha do Rude no CFEL (Foto: MyCNB)

Apesar de chegar à última rodada na 3ª colocação da Fase de Classificação, os cyber-atletas acreditam que a equipe não está com nível para ser campeão. "Mesmo nosso time fazendo uma boa campanha, acredito que os outros times estão em um nível melhor do que o nosso. Vamos precisar jogar com muita raça para sairmos campeões", disse mxm, destacando INTZ e Operation Kino (OPK) como favoritos.

Ruunt vê um conjunto bom, mas, assim como mxm, é ciente de que outros times, com mais experiência, estão um passo à frente. Ele também destacou INTZ e OPK como principais candidatos ao título. "Existem equipes com mais experiência do que a nossa e, em um campeonato como este com pontos corridos, é o que, na minha opinião, mais se necessita".

Para Guedess, o principal combustível do time é "a vontade de jogar uma etapa presencial". "Este é nosso objetivo". Ele, twozinJ e 2Dms nunca disputaram uma fase presencial do 'Brasileirão'.

Nesta sexta-feira (30), último dia da Fase de Classificação, o Rude terá dois confrontos decisivos, contra OPK, que está com vaga assegurada no mata-mata, e Innova e-Sports, que está na 4ª colocação, com apenas um ponto a menos do que o Rude. "Precisamos entrar ligados para conseguirmos a classificação para a etapa presencial", destaca Guedess. Clique aqui para ver a cobertura completa do torneio.


Veja também:


Tags: crossfire, rude game, cfel