Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • Sem brasileiros, Big Gods define line-up para o Challenger Series

Sem brasileiros, Big Gods define line-up para o Challenger Series

Sem cyber-atletas brasileiros na line-up, o Big Gods definiu a equipe com a qual irá disputar o confronto de acesso para o Challenger Series North America, a 2ª divisão do cenário competitivo da América do Norte.

A organização brasileira, que comprou a vaga do Eanix, será defendida por: o Solo Top ucraniano Oleksii "RF Legendary" Kuziuta, o Jungler norte-americano Ray "Wiggily" Griffin, o Mid Laner norte-americano Isaac "Pekin Woof" Marconis, o AD Carry canadense Jie "Tails" Zing e o Support sul-coreano Kevin "KonKwon" Kwon.

Ex-Keyd Stars e morando atualmente nos Estados Unidos, o brasileiro Ednilson "Jukaah" Vargas é o treinador do Big Gods, responsável pela montagem da line-up.

Como o Eanix terminou o 2º Split do Challenger Series 2016 na última colocação, o Big Gods terá de jogar o confronto de acesso, na próxima quinta-feira (15), contra uma das duas equipes que sairão classificadas de uma seletiva a ser disputada de sábado (10) a segunda-feira (12). Se vencer a série md5, a organização brasileira se garante na 2ª divisão da América do Norte no ano que vem.

Será a primeira vez na história que um clube brasileiro participará de uma liga oficial da modalidade em outro país.

Dos cinco jogadores, o nome mais conhecido é o de RF Legendary. O ucraniano fez parte do elenco do Renegades na LCS North America Spring 2016. Com passagem também pelo Team Dragon Knights (TDK), o cyber-atleta vinha defendendo o Eanix no Challenger Series.

rflegendary-riotgamesCom passagem pela LCS, RF Legendary será o Solo Top do Big Gods (Foto: Riot Games)

O Jungler norte-americano Wiggily é desconhecido e atuou apenas por times pequenos, como o Crewcade. Já o Mid Laner Pekin Woof possui currículo maior, tendo vestido a camisa do Team Coast quando o time venceu o Promotion Series e retornou à elite da LCS, no ano passado. O Coast vendeu a vaga para o NRG Esports. Ele esteve no Dream Team, onde jogou ao lado do AD Carry Cody "Cody Sun" Sun, recém-contratado pelo Immortals.

Canadense, o AD Carry Tails também não é conhecido no cenário norte-americano. O primeiro time de maior respaldo foi o vVv Gaming, que já não existe mais. Ele passou depois por COGnitive Gaming, Team Liquid Academy e, por último, Also Known As.

O sul-coreano KonKwon, residente nos Estados Unidos, estava aposentado desde o fim do Challenger Series Summer 2016. Ele defendia o Apex Pride, equipe B do Apex Gaming, e o time terminou a competição na 5ª colocação. Portanto, assim como o Big Gods, jogará o confronto de acesso contra um dos classificados da seletiva. Ele também vestiu a camisa do NRG Esports na LCS North America Spring 2016.

konkwon-nrg-riotgamesSul-coreano deixou a aposentadoria e atuará pelo Big Gods (Foto: Riot Games)

Big Gods

Oleksii "RF Legendary" Kuziuta (Solo Top)
Ray "Wiggily" Griffin (Jungler)
Isaac "Pekin Woof" Marconis (Mid Laner)
Jie "Tails" "Zing (AD Carry)
Kevin "KonKwon" Kwon (Support)

Ednilson "Jukaah" Vargas (treinador)


Veja também:


Tags: League of legends, Big Gods, challenger series spring 2017, eanix