Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • KaBuM diz que hostel é provisório e promete gaming house em março

KaBuM diz que hostel é provisório e promete gaming house em março

Dois dias depois das denúncias do Mid Laner Guilherme "Vash" Del Buono sobre as más condições de trabalho enfrentadas pelos cyber-atletas de League of Legends da KaBuM, a organização se manifestou sobre o caso, se dizendo surpresa com as declarações do jogador e sustentando que a instalação no hostel é provisória.

Em longo texto enviado à imprensa e também publicado no Facebook, a KaBuM lembrou que o imbróglio com o fim da parceria com a Ilha da Macadada Gaming, que assumiria a administração da line-up, fez com que a diretoria ficasse com "pouquíssimo tempo hábil para remontar a estrutura existente nos anos anteriores".

Até 2016, a empresa manteve os jogadores em gaming houses bem estruturadas na cidade de Limeira, interior de São Paulo. Só que, para esta temporada, os cyber-atletas foram hospedados em um hostel, na Capital paulista. O local, segundo Vash, não tinha as condições necessárias para que o time trabalhasse, por problemas com internet, energia e festas noturnas.

"O hostel era um lugar onde a gente tinha um quarto para seis pessoas e uma sala pros PCs. Nos primeiros dias, era praticamente insuportável treinar lá, a sala era muito quente, iluminação horrível, não tínhamos ventilador, ar-condicionado, filtro de água, nada. Era só nós sete, contando com o Piroxz [analista], que ainda não tinha saído, e os PCs", relatou Vash na última segunda-feira (20).

kabum-correrdor-cblol2017-1split-riotJogadores da KaBuM ficaram hospedados em um hostel, em São Paulo (Foto: Riot Games)

A KaBuM disse nesta quarta-feira (22) que buscou local para montagem do centro de treinamento em São Paulo, mas teve dificuldades. "A locação de um imóvel para a instalação de uma GH acaba sendo mais complexa do que uma locação convencional. O motivo é que, por questões de segurança, todas nossas gaming houses sempre são instaladas em condomínios verticais (apartamentos) ou condomínios fechados (casas). Muitos destes condomínios acabam não autorizando a locação do imóvel para esta finalidade, pois diversos deles possuem regulamentos que interpretam esta atividade como uma atividade comercial, ou até mesmo a caracterizando como repúblicas, o que também é vedado por muitos deles".

A empresa contou que, no dia 7 deste mês, encontrou o imóvel adequado, mas o local só estará liberado na primeira semana de março. "A organização ainda busca formas de antecipar esta data – sem sucesso até então".

Diante de todos os problemas, a empresa disse que "estava em contato com os jogadores, a fim de acompanhar e buscar soluções às solicitações feitas em relação à estrutura do hostel, a exemplo da instabilidade no link de internet, dentre outras. Em todas elas, imediatamente entrávamos em contato com a gerência do local para checar as medidas mais eficientes".

Mas, segundo Vash, desde a primeira semana do Campeonato Brasileiro (CBLoL), o time solicitava soluções para os problemas, porém "toda situação que precisava ser resolvida era muito atrasada, feito pela metade ou nem sequer solucionada".

Insatisfeito, o cyber-atleta deixou o hostel e voltou para casa. Depois da derrota para o paiN Gaming, no último domingo (19), Vash anunciou que estava indo para reserva e está tentando a rescisão contratual com a KaBuM.

A organização disse que ficou surpresa com as revelações de Vash e ressaltou que está cumprindo "com todas as obrigações previstas e firmadas legalmente com a equipe", o que inclui "investimentos como patrocínio, moradia, refeição, equipamentos gamer, logística, entre outros".

Na parte de baixo

A KaBuM vive momento delicado na principal competição de League of Legends do País. Sem Vash, o time terá de colocar um dos reservas para jogar, já que o prazo para inscrição de novos jogadores, mesmo pagando multa, já acabou. O time está na penúltima colocação, com 3 pontos, à frente apenas do Remo Brave, que tem 2.

Os dois times se enfrentam na próxima rodada em confronto direto para escapar do rebaixamento. O último colocado ao término da Fase de Classificação é rebaixado automaticamente para o Circuito Desafiante, a 2ª divisão. Clique aqui para ver a cobertura completa do CBLoL.


Veja também:


Tags: League of legends, kabum, vash, cblol 2017