Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • KaBuM é multada por não ter técnico para sequência do CBLoL

KaBuM é multada por não ter técnico para sequência do CBLoL

A Riot Games Brasil anunciou na noite deste sábado (4) uma punição à KaBuM por não ter técnico para a sequência do 1º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2017. A organização demitiu o treinador Vinicius "Neki" Ghilardi nesta semana, em meio a uma crise pela insatisfação dos jogadores com o hostel utilizado para hospedagem e treinamento da equipe.

Segundo o comunicado da desenvolvedora, a pena será multa de R$ 1 mil para cada jogo sem a presença do treinador inicialmente inscrito. A KaBuM tem mais quatro partidas, em duas séries md2, para serem disputadas: contra o Remo Brave neste domingo (5), às 13 horas, e o INTZ no dia 11, no mesmo horário.

Não será autorizada a utilização de coach interino. O regulamento do CBLoL permite apenas inscrições até a 5ª Rodada, com cobrança de multa. Desse ponto em diante, nenhum membro pode ser cadastrado na competição.


Técnico Neki acabou demitido da KaBuM após corroborar críticas (Foto: Riot Games)

Já a mid lane, após a saída de Guilherme "Vash" Del Buono, que denunciou a situação desconfortável dos cyber-atletas no hostel, será ocupada por Alexandre "Titan" Lima. Ele estava inscrito como reserva no CBLoL, mas é AD Carry de ofício. Um dos Mid Laner reservas, Alaor "Tomate" Leão chegou a ser convidado para jogar, mas recusou porque não entrou em acordo com a direção da KaBuM, conforme revelou o MyCNB.

A turbulência na KaBuM começou em 20 de fevereiro, quando Vash fez um comunicado no Twitter expondo todos os problemas enfrentados pelos jogadores no hostel onde o time estava hospedado e treinava, em São Paulo. Ele contou que o espaço era apertado e frequentemente tinha quedas de energia e internet, o que prejudicava os treinamentos. Outras equipes deixaram de aceitar treinos com o time de Limeira por conta disso. Vash saiu da line-up titular e busca rescisão do contrato com a KaBuM.

A organização de Limeira alegou que o hostel era provisório e prometeu gaming house para março, mas, como medida imediata, conseguiu a liberação do estúdio do CBLoL para os treinamentos.

O antigo treinador, Neki, também se manifestou em uma entrevista ao site do SporTV, corroborando a insatisfação dos jogadores com as condições de treinamento ruins. Ele disse que a situação era "totalmente desumana", As declarações dele não foram bem recebidas pela KaBuM, que decidiu demiti-lo, alegando quebra de cláusulas contratuais.

O time está em posição delicada na tabela do 1º Split do CBLoL 2017, amargando a penúltima colocação, com uma vitória e quatro derrotas em cinco séries disputadas. Neste domingo, a equipe tem duelo decisivo contra o Remo Brave, que está em último lugar.


Veja também:


Tags: League of legends, kabum, riot games brasil, punição, cblol 2017