Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Jogadores do Keyd admitem preocupação, mas confiam em vaga

Jogadores do Keyd admitem preocupação, mas confiam em vaga

Considerado o time com a melhor line-up do 1º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2017, o Keyd Stars terá um fim de Fase de Classificação bem diferente do que era possível imaginar. Na última rodada, a equipe terá de vencer o RED Canids, líder da competição, para avançar às Semifinais. Os cyber-atletas admitem preocupação com a situação por conta da dificuldade do adversário, mas acreditam na classificação.

Neste domingo (5), pela 6ª Semana, o Keyd enfrentou o CNB e-Sports Club, em duelo direto pela última vaga na Fase Eliminatória. Se vencesse, a equipe estaria classificada, ao lado de RED, INTZ e paiN Gaming.

Murilo "Takeshi" Alves e companhia até abriram o placar da série md2, mas, no segundo jogo, o Top Laner Pedro "LEP" Marcari brilhou e os blumers arrancaram o empate. Com isso, o 4º lugar continuou indefinido.

Para se classificar, o Keyd precisará vencer o RED na 7ª Rodada. O time tem a vantagem de estar à frente do CNB na tabela e de jogar no domingo (12). Os blumers atuarão no sábado (11) contra o Operation Kino (OPK). Se a equipe do técnico Hugo "Galfi" Augusto empatar ou perder no dia anterior, o Keyd estará classificado com qualquer resultado diante do RED. Caso o CNB vença e o Keyd empate, o tempo mínimo de vitórias definirá o classificado, já que ambos ficarão com a mesma pontuação.

Na opinião do capitão Takeshi, este será "o caminho mais difícil" para a Fase Eliminatória, afinal de contas, o RED está invicto em séries. Ele adimite preocupação com a situação, mas acredita no triunfo. "Não temos medo de enfrentar a RED, vamos com tudo".

"Preocupante é, mas não estamos com a cabeça desse jeito... Tipo, é win ou lose, ou já era. Estamos lidando bem com a pressão, estamos tendo pressão de torcida, da comunidade... Todo mundo tinha uma expectativa muito alta na gente. Não era a melhor decisão possível chegar na última rodada valendo vaga nos playoffs, mas, o que tiver de ser será, e vamos para cima com tudo da RED", disse Takeshi ao MyCNB.

Clique aqui para ver a cobertura completa do 1º Split do CBLoL 2017

takeshi-keyd-1slip-cblol2016-s6-riotCapitão, Takeshi admite preocupação, mas acredita na classificação (Foto: Riot Games)

Assim como o companheiro, o AD Carry André "esA" Pavezi passa, pela primeira vez, pela experiência de chegar à última rodada precisando vencer para avançar à próxima fase. "É preocupante, sim, vai ser muito difícil tirar duas vitórias deles, mas, por sorte, a paiN conseguiu tirar essa invencibilidade deles e mostrou pontos fracos da RED. Eu acho que a paiN deveria ter ganho de 2 a 0, mas não conseguiu. Porém, a paiN estava dominante na série. Isso nos ajudará a nos prepararmos para a última semana".

Na história do CBLoL, no formato atual de liga, o Keyd nunca ficou fora de uma Semifinal - até quando havia Quartas de Final, a equipe passou direto para a fase seguinte. Com cinco jogadores renomados, a equipe "dream team" de 2017 está tendo performances abaixo das expectativas. São duas vitórias, dois empates e duas derrotas na competição.

"A cobrança está maior do que o apoio. Em questão da torcida, concordo com eles, que tem que ter cobrança, já que é o dream team no papel. Era para ser o time no lugar da RED, era para estarmos no topo, mas, infelizmente, não conseguimos atender as expectativas do público e nem de nós mesmos", reconheceu esA.

Um dos novos reforços para a temporada 2017 foi o Jungler Gabriel "Revolta" Henud, que dominou o cenário brasileiro atuando com o INTZ, vencendo três Splits de CBLoL. "Calejado", o cyber-atleta vai na contramão dos companheiros e não demonstra tanta preocupação assim com a situação, preferindo enxergar o aprendizado disso tudo.

"Eu sou uma pessoa, particularmente falando, que não me importo com ganhar ou perder. Eu gosto de ver todo mundo evoluindo e eu acredito que, independente do que aconteça, tudo está certo, sempre. Se não nos classificarmos, foi simplesmente porque não merecemos e temos que mudar a forma como trabalhamos. Eu gosto de pensar dessa forma porque não tem pressão em cima de mim em nenhum momento", comentou.

revolta-keyd-1split2017-s6-riotRevolta minimizou preocupação e vê aprendizado com situação (Foto: Riot Games)

Questionado se tem medo de ficar fora das Semifinais, o que seria inédito na história do Keyd em CBLoL, Revolta respondeu: "Eu não gosto em pensar em Semifinal e final. Para mim, vamos jogar contra a RED, se a gente merecer ganhar, empatar ou perder, vai acontecer. Se ficarmos de fora [das Semis], bola para frente, a vida não acabou, tem mais um Split, vai ter mais campeonato, a gente pode viajar, tem muita coisa que podemos fazer".


Veja também:


Tags: League of legends, takeshi, revolta, esA, cblol 2017