Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • Faker não crê em torcida para o SKT1 em todos os jogos no MSI

Faker não crê em torcida para o SKT1 em todos os jogos no MSI

Maior astro do League of Legends mundial, o Mid Laner sul-coreano Lee "Faker" Sang-hyeok não acredita que o SK Telecom T1 contará com o total apoio da torcida brasileira no Mid-Season Invitational (MSI) 2017, cuja Fase de Grupos começa nesta quarta-feira (10), no Rio de Janeiro.

"Creio que as pessoas geralmente colocam a torcida do nosso lado, mas não acho que é necessariamente assim. Os fãs apoiarão quem for mais relevante para eles no momento, e poderá ter jogos que nós não teremos a torcida do nosso lado. Creio que seja algo que teremos que aguardar para saber", disse o cyber-atleta em entrevista para o site de e-sports da Riot Games Brasil.

Três vezes campeão mundial, o SKT1 é o principal candidato ao título do torneio de meio de temporada, que, para Faker, é mais difícil do que o World Championship, por reunir apenas os campeões de cada região. No Mundial, há mais representantes de alguns cenários. "Certamente, a Fase de Grupos é mais difícil que em um Campeonato Mundial, mas, em termos gerais, o Worlds é, sem dúvida, a maior honra".

faker-riotgamesFaker não espera ter o apoio total da torcida brasileira no MSI (Foto: Riot Games)

No currículo, o Mid Laner coleciona diversos títulos, inclusive de três edições do Mundial, mas parece nunca estar satisfeito. Ele veio para o MSI para representar bem a Coreia do Sul e vencer. "Não me importo muito com o número de vezes que eu venci os campeonatos. Quero ser o campeão de todos os que eu participar. A única diferença é que para torneios internacionais sinto um gosto a mais por ser o representante da minha região".

Um dos adversários do SKT1 na competição será o Flash Wolves, de Taiwan, time que tem assombrado as equipes sul-coreanas nos últimos encontros. Faker quer provar, neste MSI, que a Coreia do Sul é superior aos Sudeste asiático.

"Eles receberam este apelido [kriptonita dos coreanos] por vencerem da minha equipe e de outras da região, então cabe apenas a nós consertar isso e provar que os times da nossa região conseguem batê-los", disse o Mid Laner, que fez aniversário nesse domingo (7) e completou 21 anos.

Normalmente, as pessoas querem passar essa data ao lado de familiares e amigos, mas Faker pensa diferente. "Não me importo em passar meu aniversário fora da Coreia, e mesmo se estivesse lá, provavelmente estaria treinando e competindo, então não conseguiria festejar tanto. Pensando nisso, não acho que passar essa data em um evento internacional seja algo ruim".

O primeiro compromisso do SKT1 no MSI será às 15h30 (horário de Brasília) de quarta-feira, contra o G2 Esports, da Europa. Na Fase de Grupos, os seis participantes irão se enfrentar em confrontos md1, em dois turnos. Os quatro primeiros colocados irão para a Fase Eliminatória, também no Rio de Janeiro. Clique aqui para ver a cobertura completa da competição.


Veja também:


Tags: League of legends, sk telecom t1, faker, msi 2017