Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Inscrito pelo paiN, Rakin não jogará CBLoL e se dedicará a streams

Inscrito pelo paiN, Rakin não jogará CBLoL e se dedicará a streams

Apesar de ter sido inscrito pelo paiN Gaming no 2º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2017, o Mid Laner Rafael "Rakin" Knittel não disputará a competição, por estar desmotivado. Ele anunciou, em comunicado no Facebook, que se dedicará às streams e depois explicou melhor sua decisão em uma transmissão pela internet.

"Escolhi passar este Split como streamer da paiN, focando mais em produzir conteúdo e ajuda o time fora do jogo", escreveu o cyber-atleta na rede social nesta quarta-feira (31). Rakin salientou que, embora não vá participar do torneio nacional, continuará "morando na gaming house [do paiN], vivenciando o dia a dia dos players".

Ele fez questão de dizer que a pausa na carreira competitiva "não é, de forma alguma, uma mensagem de aposentadoria". "Pelo contrário, profissionalmente estou crescendo como streamer e tenho muita confiança do meu potencial como pro-player, que continuarei desenvolvendo durante o 2º Split".

O Mid Laner contou ter recebido propostas de outras equipes, inclusive para ser titular, mas que preferiu ficar no paiN.

Rakin entrou para o paiN em julho do ano passado para ser reserva do veterano Gabriel "Kami" Santos. Ele se destacou no 2º Split do CBLoL 2016 atuando pelo Big Gods, com o qual acabou rebaixado para o Circuito Desafiante após perder para o RED Canids no confronto de 7º/8º lugar.

Leia também: Riot divulga escalações das equipes para o 2º Split do CBLoL (clique aqui)
Leia também: Riot divulga calendário do 2º Split do CBLoL; confira confrontos e datas (clique aqui)

rakin-cara-riot-games
Rakin não jogará pelo paiN Gaming no 2º Split do CBLoL 2017 (Foto: Riot Games)

Hoje perto de completar um ano no clube, o Mid Laner conquistou a XLG Super 2016, em dezembro, torneio no qual disputou duas séries, entre elas a final contra o CNB e-Sports Club, e uma partida do confronto entre paiN e Operation Kino (OPK) pela Fase de Classificação.

No 1º Split do CBLoL deste ano, Rakin substituiu Kami em duas oportunidades e teve ótimas atuações. Ele entrou nos segundos jogos das séries contra KaBuM, na 5ª Rodada, e Remo Brave (atual Brave e-Sports), pela 7ª Rodada. O paiN terminou a competição na 3ª colocação ao ser derrotado na Semifinal pelo RED por 3 a 1.

Na primeira stream após o anúncio que surpreendeu a comunidade, na madrugada desta quinta-feira (1º), Rakin explicou melhor sua decisão, dizendo estar desmotivado para continuar no cenário competitivo em 2017, por conta dos transtornos nos dois Splits dos quais participou.

"Foram dois Splits meio ruins para mim. Um porque eu achei que fosse jogar e acabei não jogando e outro porque ia disputar o campeonato, mas não joguei o campeonato", falou, ao iniciar sua explicação. Ele se refere primeiro ao 1º Split de 2017, quando jogou duas partidas pelo paiN, e depois ao 2º Split de 2016, no qual o Big Gods começou o CBLoL com 16 pontos negativos por causa de uma punição e não tinha perspectiva de avançar para a Fase Eliminatória.

"No 2º Split, aqui na paiN, eu dei uma desmotivada muito bruta. Quando eu entrei, obviamente eu não achei que ia ser titular. Só que na minha cabeça, eu ia revezar. Talvez ter um sistema de revezamento implementado. Na minha opinião, o sistema foi falho e não deu muito certo. Sem jogar treinos, só jogando solo queue e vendo replay, comecei a duvidar da minha capacidade como pro-player. Eu achei que estava deteriorando como jogador e isso me deu uma desmotivada muito bruta", disse Rakin, considerando que não pode "contar como se tivesse jogado o CBLoL".

Ele disse que recusou propostas de outros times porque não estava se sentindo confiante e não queria abandonar o paiN. "Eu parei para pensar: será que ainda tenho nível de jogador? Porque eu realmente estou um bocado de tempo parado e me sentindo um jogador ruim. Isso que me fez pensar em priorizar projetos pessoais e ver o que realmente quero", comentou, dizendo-se sobrecarregado emocionalmente. "Eu só um cara que só joga bem quando estou emocionalmente bem. No momento estou trabalhando nisso, mas, estava bem brochado".

Rakin encerrou o comentário com um desabafo: "Eu não estava disposto a jogar mais um Split em que tivesse a possibilidade de ser basicamente uma sombra por completo e não ter meu tempo de brilhar e, ao mesmo tempo, eu fiquei com muito receio de abandonar o time que me acolheu tanto".

paiN Gaming

Matheus "Mylon" Borges (Top Laner)
Rodrigo "Tay" Panisa (Jungler)
Gabriel "Kami" Santos (Mid Laner)
Pedro "Matsukaze" Gama (AD Carry)
Caio "Loop" Almeida (Support)

César "juc" Barbosa (treinador)

Rafael "Rakin" Knittel (reserva)
Matheus "Picoca" Tavares (reserva)


Veja também:


Tags: League of legends, pain gaming, stream, rakin, cblol 2017 2o split