Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • Estreante, Juzinho se destaca e exalta apoio de jogadores do Keyd

Estreante, Juzinho se destaca e exalta apoio de jogadores do Keyd

Ele quase desistiu de competir, recebeu convite para integrar uma das grandes organizações do cenário brasileiro de League of Legends e agora é sensação do 2º Split do Campeonato Brasileiro (CBLoL) 2017. O AD Carry Gabriel "Juzinho" Nishimura, de 17 anos, entrou para o time titular do Keyd Stars e tem correspondido às expectativas.

O jovem conheceu o LoL em 2012 por meio de um primo e não parou mais de jogar, subindo de elo até que, em 2014, chegou ao Platina e "já pensava em pegar Challenger para competir de verdade", conforme contou o cyber-atleta, em entrevista ao MyCNB.

O desejo pela competição sempre acompanhou Juzinho, que, antes do Keyd, passou por times pequenos, como Gathers e-Sports, Ownerd e-Sports e FlipSide E-Sports, time com o qual conquistou o vice-campeonato da 1ª temporada da Brasil Premier League (BPL).

Um 2º lugar em um torneio nacional poderia ser o gás a mais para Juzinho seguir no sonho de se tornar profissional, mas não foi bem assim. "Depois desse campeonato, eu meio que dei um tempo do competitivo. Foquei mais em mim e fiquei jogando solo queue, até que apareceu o convite da Keyd. Eu não esperava, estava até meio desanimado, ia parar de jogar e focar nos estudos. Veio o convite e eu voltei a jogar porque queria competir".

juzinho-grito-2split2017-semana3-riotJuzinho entrou em meio ao CBLoL e tem tido boas atuações (Foto: Riot Games)

Juzinho foi inscrito como reserva do Keyd no CBLoL, como substituto de André "esA" Pavezi, um dos pilares da line-up e dono do posto de titular. Mas quis o destino que a comunidade brasileira conhecesse um pouco mais do cyber-atleta.

Para a 2ª Semana da Fase de Classificação, o Keyd surpreendeu ao colocar esA de Support no lugar de Pedro "ziriguidun" Ferreira e escalar Juzinho para o confronto diante do CNB e-Sports Club. A mudança deu certo e o time conquistou os primeiros pontos na competição depois de ter perdido para o Team One na 1ª Rodada.

"Foi surpresa, mas eu já estava com isso na cabeça, então eu estava meio preparado para jogar. Fiquei bem tranquilo até", disse Juzinho, ao ser questionado sobre como reagiu ao saber que iria atuar.

A responsabilidade de Juzinho não é pequena, afinal de contas, está vestindo a camisa de um dos principais clubes do País. Com seu jeito tímido ao falar, o AD Carry disse que jogar no estúdio da Riot Games Brasil "foi tranquilo", mas não escondeu o "peso que carrega" ao ter aceitado o desafio. "Me sinto muito bem, mas também sinto um peso muito grande por não ter muita experiência no competitivo. Tenho muito que aprender e, pela Keyd ser um time muito grande, eu tenho que evoluir muito rápido".

É a primeira vez de Juzinho morando em uma gaming house e, logo de cara, ao lado de pro-players renomados. O novato disse que está aprendendo bastante com os companheiros, principalmente com esA, seu parceiro de bot lane. "Ele praticamente fala tudo que eu posso fazer, tudo que devo fazer, posicionamento... Ele me ajuda muito com toda a experiência de jogo que tem".

keyd-conversa-sentada-cblol-2017-2o-split-riot-games
Juzinho disse estar contando com a ajuda dos companheiros (Foto: Riot Games)

Juzinho segue invicto no CBLoL. Depois da vitória sobre o CNB na 2ª Semana, novo triunfo no último domingo (18), sobre o T Show. Perguntado se já dá para sonhar com o título da competição, o atirador adotou discurso cauteloso. "Ainda não, mas essa é a meta. Um passo de cada vez, cada semana é uma semana, tem que continuar trabalhando muito duro e ainda tem muito para evoluir".

Clique aqui para ver a cobertura completa do 2º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends 2017


Veja também:


Tags: League of legends, Keyd Stars, esA, ziriguidun, cblol 2017 2o split, juzinho