Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Conheça os dois novatos da KaBuM que chegaram ao CBLoL

Conheça os dois novatos da KaBuM que chegaram ao CBLoL

Depois do rebaixamento no 1º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2017, a KaBuM reformulou a line-up e apostou em dois novos jogadores para o Circuito Desafiante, um já com uma pequena trajetória no cenário competitivo e outro mais "desconhecido". Foi a primeira vez que Matheus "Freire" Freire (Jungler) e Guilherme "Atlanta" Matos (Mid Laner) conquistaram a vaga na 1ª divisão.

Nos outros Splits, o MyCNB preparou um histórico de todos os cyber-atletas dos times que conseguiram acesso ao CBLoL com o título da 2ª divisão. Desta vez, três dos integrantes já são conhecidos da comunidade: Lucas "Zantins" Zanqueta (Top Laner), Alexandre "Titan" Lima (AD Carry) e Marcelo "Riyev" Carrara (Support) disputaram o 1º Split na elite.

Veja a trajetória da dupla de "novatos":

Freire

Ele começou a jogar League of Legends em 2013, mas apenas dois anos depois, quando chegou ao elo Challenger, decidiu se dedicar ao cenário competitivo. Depois de passar por times menores, o Jungler entrou para o Brave e-Sports, pelo qual jogou somente um mês e participou da Série de Promoção para o 2º Split do CBLoL 2016. O time perdeu para o CNB e-Sports Club por 3 a 0.

Ele se transferiu depois para o e-Champ Gaming, onde ficou de maio a julho de 2016. O time terminou em 3º lugar no 2º Split do Circuito Desafiante daquele ano e Freire teve mais uma participação na Série de Promoção, contra o Operation Kino (OPK). O e-Champ perdeu por 3 a 1.

Freire ficou como reserva no ProGaming e-Sports de janeiro a março deste ano e também atuou no OPKdemy, time B do OPK, e chegou a disputar a 3ª temporada da ESL Brasil Premier League. O time caiu na Semifinal. Ele entrou para a KaBuM em maio, na reformulação promovida pela organização de Limeira após o péssimo resultado no 1º Split.

freire-kabum-final-desafiante-promoarenaDepois de bater na trave, Freire conquistou o acesso à elite brasileira (Foto: Promo Arena)

Atlanta

Diferentemente de Freire, a carreira de Atlanta no competitivo ainda está começando, apesar de ele jogar League of Legends desde a primeira temporada, há cerca de seis anos, quando os brasileiros ainda jogavam no servidor norte-americano.

O interesse pelo competitivo surgiu em 2013. O Mid Laner passou por times amadores que disputaram os antigos torneios Go4LoL e depois jogou por ShadowPichau e-Sports, considerados do terceiro escalação do cenário brasileiro. Antes da KaBuM, time de maior expressão da carreira de Atlanta, ele jogou junto com Freire no OPKdemy, na Brasil Premier League.

atlanta-kabum-final-desafiante-promoarenaKaBuM foi o maior time de expressão da carreira de Atlanta (Foto: Promo Arena)


Veja também:


Tags: League of legends, kabum, circuito desafiante 2o split 2017, atlanta, freire, cblol 2018