Siga o MyCNB  


  • Menu
  • Notícias
  • Mylon deixa equipe de LoL do paiN Gaming e anuncia pausa na carreira

Mylon deixa equipe de LoL do paiN Gaming e anuncia pausa na carreira

"Agora é o momento de virar esse capítulo da vida". Foi assim Matheus “Mylon” Borges anunciou, nesta terça-feira (10), que não é mais o Top Laner da equipe de League of Legends do paiN Gaming e que estava deixando o cenário competitivo, após atuar por seis anos.

Pelo Facebook, o jogador explicou que decidiu parar por sentir-se desgastado e que a vontade de deixar o competitivo surgiu no fim da temporada de 2016. "Já não me encontro mais no estado que outrora estava quanto ao jogo. Treinar o dia inteiro e, principalmente, deixar de lado todos os meus projetos na vida não me agrada", escreveu Mylon na rede social.

Mylon afirmou que sentiu que “estava desgastado” ao comentar com amigos "que se tivesse que treinar mais um dia sequer, se por exemplo houvesse um dia extra de campeonato, não seria mais capaz de jogar". O Top Laner disse ainda que sua mente “não aguentava mais nem pensar” em jogar que as próprias mãos "pareciam ir contra minha vontade de clicar".

A aposentadoria só não veio antes porque a diretoria do paiN Gaming pediu que ele "continuasse pois seria melhor pro time se [ele] ficasse pelo menos o 1º Split [do CBLoL] já que naquele momento não haveria substituto no Brasil". Junto com o pedido da organização, de acordo com o jogador, "faltou coragem pra tomar a decisão de parar” tendo em vista que “por mais que fosse algo doloroso pra mim, era fácil continuar na mesmice". A continuidade na carreira no 2º Split aconteceu porque o próprio sentiu que o time tinha "chances reais para levar a taça".


Desgastado com rotina de pro-player, Mylon deixa o paiN e se aposenta (Foto: Riot Games)

Ainda segundo Mylon, o "ponto-chave" da própria carreira foi a competição, diferente dos outros cyber-atletas que "gostam muito de falar do que fazem como sendo um trabalho, uma profissão". Com o fim da carreira, esse sentimento passa a ser "paixão e, ao mesmo tempo, a realização por todo o esforço que tiveste, por todos os momentos que você deixou de ser amigo, de ser namorado e de ser filho para jogador".

O Top Laner salientou que, "enquanto começo minha vida 'normal', fará streams mas que não tem como objetivo tornar-se streamer.

Passagem pelo paiN

Mylon ingressou no paiN em abril de 2015, sendo contratado para entrar na vaga deixada por Whesley "Leko" Holler. Em mais de dois anos foram dois títulos e outros dois vice-campeonatos, além da participação no Campeonato Mundial 2015, no qual o time fez aquela que, na época, foi considerada a melhor campanha entre as equipes brasileiras que disputaram o torneio

O jogador estreou na XMA Mega Arena 2015, no qual foi o paiN foi vice-campeão após ser derrotado na Grande Final para o INTZ. Meses depois veio a primeira e principal conquista, a do 2º Split do Campeonato Brasileiro (CBLoL), com direito a vingança sobre os intrépidos, vencendo-os na decisão do torneio por 3 a 0.

Ainda naquele ano, Mylon e a equipe conquistaram também a XLG SuperCup, em dezembro, ao derrotar no confronto decisivo o CNB e-Sports Club por 2 a 0. Já neste ano, no último campeonato pelo paiN, o Top Laner ficou em 2º lugar no 2º Split do CBLoL, após ser superado na série decisiva pelo Team One, por 3 a 1.

Carreira

O jogador começou a competir em 2011, como Jungler, e tornou-se Top Laner quando entrou para o extinto Vince Te Ipsum Ignits (vTi Ignis), em agosto de 2012. Foi nesse ano que conquistou o primeiro título nacional: o Campeonato Brasileiro, com direito a vitória na Grande Final sobre o outro time da organização, o Vince Te Ipsum Nox (vTi Nox), por 3 a 0.

Ainda em 2012, em novembro, Mylon ingressou no Keyd Team (atual Keyd Stars), time pelo qual atuou por dois anos e cinco meses e conquistou três deles, um deles o da Liga Brasileira - Série dos Campeões, torneio que precedeu o CBLoL que conhecemos hoje.

 


Veja também:


Tags: League of legends, pain gaming, mylon