Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Ex-presidente da KeSPA é suspeito de desviar e lavar dinheiro

Ex-presidente da KeSPA é suspeito de desviar e lavar dinheiro

 

Atualmente integrando o alto escalão do governo da Coreia do Sul, Jeon Byung-Hun está sendo investigado pelo Ministério Público daquele país por ter desviado e lavado dinheiro que pertencia à Korean eSports Association (KeSPA) no período em que presidiu o órgão que controla o esporte eletrônico coreano, conforme noticiou o site sul-coreano Maeli Business, neste sábado (10).

O escândalo envolvendo a associação começou a ser noticiado no dia 7 deste mês, quando promotores coreanos fizeram uma incursão aos escritórios da KeSPA a procura de provas e verificar se os executivos receberam subornos e desviaram fundos da associação. Ao jornal Hankyoreh, um funcionário do Ministério Público sul-coreano afirmou que as propinas estavam sendo dadas pela gigante do varejo Lotte Home Shopping.


Ex-presidente da KeSPA está sendo investigado por corrupção (Foto: INVEN)

Dois dias depois, na quinta-feira (9), três pessoas ligadas ao ex-presidente da KeSPA foram levados sob custódia por, supostamente, terem participado do esquema de lavagem e desvio da quantia recebida da loja pela associação. Dinheiro este fornecido pela Lotte Home Shopping em forma de patrocínio para 2ª temporada da KeSPA Cup de StarCraft II, disputada em 2015.

Ainda de acordo com o Maeli Business, o Ministério Público coreano afirma ter evidências que o ex-presidente da KeSPA se reuniu com diretor-executivo da gigante do varejo quando ainda fazia parte do Comitê de Radiodifusão e Comunicação da Coreia. Nessa reunião os dois executivos teriam tratado sobre a renovação da licença de transmissão da rede. O que acabou não acontecendo já que, em 2016, a Lotte teve autorização revogada por por não ter apresentado os documentos comerciais adequados.

Procurado, o ex-presidente da KeSPA afirmou não ter feito nada de ilegal.

 


Veja também:


Tags: kespa