Siga o MyCNB  

KaBuM!: A cara da juventude do Desafiante à Final

O outro lado da moeda, o KaBuM! e-Sports chega em sua primeira Final de Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) desde seu primeiro e único título em 2014. A situação se repete, chegando como surpresa e vencendo times com coreanos ao longo do caminho.


Titan é o jogador mais novo do elenco e um dos destaques da campanha (Foto: Riot Games)

Formado por Luccas "Zantins" Zanqueta (Top Laner), Filipe “Ranger” Brombilla (Jungler), Matheus "Dynquedo" Rossini (Mid Laner), Alexandre “TitaN” Lima (AD Carry) e Marcelo “Riyev” Carrara (Support), o grupo é considerado jovem e inexperiente, se comparado aos seus adversários do Vivo Keyd. Apesar disso, é inquestionável a vontade do quinteto laranja de levar a organização de volta ao topo nacional.

A campanha do KaBuM foi praticamente invicta, com somente uma derrota justamente contra os guerreiros, na penúltima rodada da Fase Regular. Derrota esta que deixou o treinador, Jean-François “Nuddle” Caron feliz: “Eu na verdade fiquei feliz, porque, para mim, nós precisávamos disso. Eu tenho um grupo de jogadores inexperientes, então quando você vence, as vezes você esquece das suas prioridades, sai da onde é realmente importante para se tornar um jogador melhor, e aquela derrota ajudou alguns dos jogadores a voltar ao caminho certo.”


União e amizade do grupo é fundamental para o sucesso do grupo, segundo jogadores (Foto: Riot Games)

A maior mudança que a line-up sofreu durante o Split foi sem dúvida a saída de Limeira para São Paulo, para uma casa maior e bem próxima ao Estúdio do CBLoL. Sobre essa mudança, Riyev foi bem claro quanto aos benefícios da nova localização: “Eu morei por dois anos em Limeira, e sinceramente odiei porque eram sempre duas horas de estrada. Aí a gente tinha gravação, perdia o dia inteiro, no dia de jogo, a gente ganhava ficávamos todos animados, mas depois tinha que viajar pra voltar e perdia toda a animação. Aqui em São Paulo está todo mundo mais alegre, mais próximo de amigo e de namorada e isso ajuda a controlar o nosso emocional.”


Nova GH em São Paulo resolveu diversos problemas do KaBuM! (Foto: Divulgação)

Além da proximidade, um fator que melhorou para os jogadores foi a conexão com a internet, segundo Dynquedo: “Em Limeira era muito difícil a gente passar um dia sem problema de internet, caia e chegamos a ficar 2 a 3 horas sem jogar por conta disso. E aqui a gente não tem mais isso, logo temos mais tempo de nos preparar.”

Apesar da vaga na Final e a ótima campanha, o passado do KaBuM! foi sombrio. Por problemas com a GH em Limeira no ano passado, a equipe de LoL foi hospedada em um Hostel em SP, um cenário longe do ideal para a equipe durante o campeonato. Por conta disso, e das seguidas derrotas, o time acabou sendo rebaixado para o Circuito Desafiante.

Na segunda divisão, porém, a campanha foi estrondosa com três vitórias e dois empates, terminando a Fase Regular na liderança do Circuito. No mata-mata, uma semifinal vencida por 3x2 contra o Operation Kino, e um atropelo na Final pra cima do Iron Hawks, por 3x0.

kabum-em-pe-campeao-desafiante-divulgacao-kabum
KaBuM! teve que se reconstruir no Circuito Desafiante (Foto: Divulgação/KaBuM)

De volta à elite, o KaBuM! agora tem a chance de repetir a campanha histórica do Team One no 2º Split do CBLoL 2017, quando os Golden Boys subiram à primeira divisão e foram campeões logo em seguida.

Mesmo “inexperientes”, o elenco ex-Limeira mostrou ao longo da Etapa seu jogo, e como consegue derrotar equipes fortes, contra o dito “favoritismo”. O resultado de amanhã, a partir das 13hs (de Brasília) mostrará o real vencedor entre Juventude e Experiência.


Veja também:


Tags: League of legends, kabum, cblol 2018, final cblol 2018