Siga o MyCNB  
  • Menu
  • Notícias
  • Havan anuncia Gaming Office e planeja patamar continental

Havan anuncia Gaming Office e planeja patamar continental

Na última quinta-feira (30), o Havan Liberty Gaming anunciou seu Gaming Office que irá abrigar o time de League of Legends, na cidade de Brusque, em Santa Catarina. O prédio era uma antiga indústria que foi remodelado pela In9ve Arquitetura para receber a equipe de e-Sports, a primeira da marca. Assim que se entra no espaço, o visitante se depara com a Missão e Visão da equipe, que consiste em “se tornar a maior organização da América Latina.”


Office da equipe fica na sede da Havan, em Brusque\SC (Foto: Divulgação)

“Acho que o principal, além da questão estrutural, outro ponto bem diferente é que além de existir muito mais gente trabalhando e muito mais gente em contato direto com o time, tudo é muito bem dividido. Todas as pessoas têm suas funções bem divididas e muito bem estruturadas, obviamente isso gera mais produtividade, porque todos têm uma função específica e são cobrados por essa função e isso faz com que a máquina funcione melhor. Essa é uma cultura que queremos desenvolver no time também, ter todos os trabalhos bem divididos e a estrutura bem usada para usarmos todo potencial que temos”, afirma o treinador Evandro “Yaltz” de Cerqueira.


Yaltz afirma que a estrutura do Havan foi inspirada no Team Liquid (Foto: Divulgação)

Para o mid laner Guilherme “Vash” del Buono, a estrutura montada pelo Havan é igual ou até mesmo superior à equipes da elite do LoL brasileiro, e falou mais especificamente do sistema de Gaming Office: “A questão do Office é muito boa para o cenário, dá um ar de profissionalismo maior aos players, fica aquela sensação de que é o nosso emprego, é o que fazemos, tem cobrança, etc. O Office ser separado é muito importante para os jogadores e acredito que seja o futuro do cenário.”

O Gaming Office foi utilizado no Brasil pela primeira vez pelo Flamengo e-Sports, desde o primeiro semestre deste ano, quando a equipe disputou o Circuito Desafiante. Posteriormente, o Team One também aderiu ao sistema durante o 2º split do torneio.

Apesar do lançamento da estrutura, o Havan não conseguiu uma boa campanha no Torneio de Acesso ao Desafiante, tendo seu melhor desempenho no segundo qualifier, quando perdeu para o Santos e-Sports nas “oitavas de final”.


Luciano Hang (esq.) acredita que os e-Sports (Foto: Divulgação)

Porém, mesmo com o início não tão positivo, o fundador e proprietário da marca Havan, Luciano Hang, acredita que a equipe terá sucesso em sua caminhada: “Eu comecei em uma pequena loja com um colaborador, hoje o time começa com nove, técnicos, jogadores, psicólogos, enfim, eles querem desenvolver um e-Sport profissional e, quem sabe, montar equipes e trazer muitos adeptos do e-Sport do Brasil, mas também criar a capacidade de que outros jovens participem da modalidade no País, dar a oportunidade para que este novo esporte possa crescer, dando muitos empregos e desenvolvimento ao setor, eu acredito muito nos e-Sports.”


Veja também:


Tags: League of legends, vash, yaltz, havan, brusque