Siga o MyCNB  


Na Suécia, Orbit treina em gaming office contra tops europeus

Os brasileiros do Orbit Esports seguiram na contramão de outros times nacionais de Counter-Strike Global Offensive, que preferiram a América do Norte, e se mudaram para a Suécia, na Europa, continente que tem as equipes mais fortes do cenário internacional. Eles estão morando em Gotemburgo, em uma casa de frente para o mar, treinando com times de ponta e levando uma rotina diferente do convencional, sem gaming house.

Leia mais

Terceira temporada da ECS de Counter-Strike é anunciada

Ainda sem detalhes sobre a premiação e as datas das ligas principais, a 3ª temporada da Esports Championship Series (ECS) de Counter-Strike Global Offensive está para começar. Os classificatórios abertos serão realizados de 18 a 26 de fevereiro, na Europa e na América do Norte.

Leia mais

Neymar quer comprar equipe de League of Legends, diz blog da Veja

Depois de Ronaldo Fenômeno, outro astro do futebol brasileiro está de olho nos esportes eletrônicos. Fã de games e espectador das competições de e-sports, o craque do Barcelona Neymar Júnior tem interesse em investir em uma equipe de League of Legends, de acordo com o blog Radar On-Line, do site da revista Veja.

Leia mais

Remo admite preocupação com lanterna, mas crê em recuperação

São quatro séries realizadas e apenas 1 ponto conquistado. Estreante no Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL), o Remo Brave amarga a lanterna na Fase de Classificação do 1º Split, e os jogadores já demonstram preocupação, mas acreditam que ainda não é hora de "jogar a toalha".

Leia mais

Quase metade dos jogadores da 2ª divisão da Oceania é suspensa

Dezesseis cyber-atletas, de sete dos oito participantes da Oceanic Challenger Series (OCS), o torneio da 2ª divisão de League of Legends da Oceania, foram punidos pela Riot Games por terem violado termos de uso do jogo, conforme informou a desenvolvedora nessa quinta-feira (9).

Leia mais

Mundial de DotA 2 pode sair dos EUA por restrição a estrangeiros

O maior campeonato de DotA 2 do mundo pode deixar de ser realizado nos Estados Unidos. De acordo com executivos da Valve, desenvolvedora do jogo, os obstáculos no processo de imigração criados pelo novo presidente norte-americano, Donald Trump, podem fazer com que o The International seja promovido em outro país neste ano.

Leia mais